Header Ads

Governo do Estado autoriza início de obras em Espírito Santo do Pinhal e libera recursos para melhorias

 O governador em exercício, Rodrigo Garcia, autorizou, nesta sexta-feira (03/12),

POR AMANHECER DA NOTICIA

 o início das obras da primeira fase da construção de 265 casas em Espírito Santo do Pinhal pela modalidade Nossa Casa - CDHU. Foram entregues ainda, na cidade, 14 títulos de propriedades de imóveis regularizados pelo Cidade Legal. Na solenidade, que contou com a participação do secretário de Estado da Habitação, Flavio Amary, foi autorizada também a liberação de recursos do Programa Especial de Melhorias (PEM), que somam R﹩ 1,1 milhão, para obras de melhorias habitacionais em sete municípios.


Em seu discurso, Amary detalhou os investimentos. "Nós temos três programas sendo anunciados aqui em Espírito Santo do Pinhal. Primeiro é o PEM, o Programa de Melhorias, que investe em conjuntos habitacionais para população de baixa renda, construindo uma praça, uma quadra poliesportiva, o asfalto, enfim melhorias para os moradores do empreendimento. Temos também a entrega de títulos de regularização fundiária urbana. Mais de 200 famílias sendo beneficiadas. E, por fim, o início da obra do conjunto habitacional, com mais de R﹩ 14 milhões, atendendo 265 famílias. Talvez o maior conjunto habitacional da CDHU hoje no Estado de São Paulo. Espero em breve poder estar aqui pra que a gente vá acompanhando a obra e então entregar as chaves e realizar o sonho dessas famílias aqui na cidade, além de todo o emprego gerado tanto no Programa de Melhorias quanto na construção das casas", concluiu.


Os recursos do PEM foram liberados para os municípios de Aguaí (R﹩ 100 mil), Espírito Santo do Pinhal (R﹩ 200 mil), Itobi (R﹩ 100 mil), São João da Boa Vista (R﹩ 200 mil), São José do Rio Pardo (R﹩ 200 mil), Tapiratiba (R﹩ 200 mil) e Vargem Grande do Sul (R﹩ 100 mil). O programa promove a implantação de infraestrutura, equipamentos coletivos, melhorias habitacionais por meio de reforma e ampliações, estímulo à implantação de serviços públicos e ações de inclusão social. A iniciativa oferece melhores condições de vida à população de baixa renda, moradora em bairros degradados ou conjuntos residenciais com habitações de interesse social. Os recursos são repassados aos municípios por meio de convênios.


Em Espírito Santo do Pinhal, 14 famílias do núcleo Parque São Judas II receberam o título de seus imóveis, que foram regularizados pelo Programa Cidade Legal, desenvolvido pela Secretaria de Estado da Habitação, em parceria com as prefeituras. A partir da entrega do título, os moradores passam a ser legalmente proprietários de suas moradias.


A cidade de Espírito Santo do Pinhal também vai receber as 265 casas que serão construídas pela Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU). A ordem de início de serviços autorizada, no valor de R﹩ 14, 4 milhões, refere-se à primeira fase da obra e já faz parte do novo formato da modalidade Nossa Casa - CDHU. O contrato prevê a urbanização dos lotes com pavimentação e implantação de água, esgoto e outros itens. Na fase seguinte, serão realizadas as edificações das casas. Anteriormente, as moradias seriam produzidas e financiadas pela Caixa Econômica Federal. Para dar mais agilidade, a CDHU assumiu as obras, que serão executadas nessas duas fases, pelo novo formato da modalidade Nossa Casa - CDHU.


O empreendimento será edificado na Estrada Municipal que dá acesso à Rodovia SP 346, altura do km 204 a 205. As casas terão dois dormitórios, sala, cozinha, banheiro, área de serviço e área útil de 47 m2.


O financiamento dos imóveis seguirá os critérios da CDHU e as novas diretrizes da Política Habitacional do Estado, que preveem juros zero para famílias com renda mensal de até cinco salários mínimos. Assim, as famílias pagarão praticamente o mesmo valor ao longo dos trinta anos de contrato, que sofrerá apenas a correção monetária calculada pelo IPCA, o índice oficial do IBGE. O valor das parcelas é calculado levando-se em conta a renda das famílias, que podem comprometer, no máximo, 20% dos rendimentos mensais com as prestações.

 Governo do Estado libera recursos para melhorias em Artur Nogueira, Jaguariúna e Santo Antônio de Posse

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.