Header Ads

Pesquisando um consórcio? Confira 5 dicas para não cair em ciladas

 Fintech Klubi lista os erros mais comuns cometidos pelos consorciados

POR AMANHECER DA NOTICIA

 Neste ano, o setor de consórcios cresceu de forma recorde. Segundo dados da ABAC (Associação Brasileira das Administradoras de Consórcio), no acumulado de janeiro a setembro houve 2,59 milhões de adesões, 18,3% superior às 2,19 milhões anotadas em 2020. Entretanto, na medida em que os brasileiros parecem ter resgatado essa modalidade de crédito mais acessível, planejada e segura, aumentam os erros comuns que acabam sendo cometidos pelos clientes. Por isso, o Klubi , fintech de consórcio que proporciona uma experiência 100% digital, preparou algumas dicas para quem quer contratar um consórcio de forma mais assertiva.


1. Leia atentamente o contrato


De acordo com a ABAC, as dúvidas mais frequentes recebidas pelo Departamento de Atendimento ao Consumidor (DAC) são relacionadas a regras e condições dos grupos de consórcio, o que revela que o cliente nem sempre dá atenção para esse instrumento extremamente importante, responsável por formalizar e garantir o cumprimento de tudo o que foi informado no momento da venda.


2. Atente-se a todos os custos envolvidos


Pagar as mensalidades em dia é essencial para participar dos sorteios e ofertar lances. Se a pessoa já conquistou o crédito, a adimplência nas mensalidades evita que as garantias sejam executadas e o bem apreendido. Sem falar de juros e multas que poderão ser aplicados, conforme estabelecido em contrato.


Mas não é apenas isso, é preciso saber todas as taxas envolvidas no processo e que o valor do crédito será corrigido ao longo do plano. "É preciso que o cliente saiba o que está pagando e o que pagará ao longo do plano. Algumas administradoras cobram taxas como a de adesão, fundo de reserva e seguro. No Klubi, por exemplo, há uma única taxa, a de administração.. Além disso, o valor do crédito é corrigido uma única vez ao ano pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), para manter o poder de compra dos participantes dos grupos de consórcio", esclarece Eduardo Rocha, CEO do Klubi.


3. Verifique como o crédito será entregue


Até o final do plano os clientes podem obter o seu crédito por meio de lance ou sorteio, por isso é importante verificar com a administradora como se dá o funcionamento do processo.


"Na nossa plataforma, o cliente tem acesso a todas as informações do seu plano e também ofertar o lance e acompanhar o resultado das reuniões mensais", complementa Rocha.


4. Conheça os tipos de lances


Os lances podem ser muito atrativos para os membros do consórcio, pois com eles é possível antecipar a contemplação, caso ele seja o vencedor. Por isso, é importante se informar sobre as regras para oferta de lance com a sua administradora de consórcio.


5. Programe-se para arcar com os custos da compra do bem


É importante se planejar para pagar os custos que estão envolvidos nas aquisições de determinados bens. Para compra de um imóvel, por exemplo, há custos com registro de escritura. Para a compra de veículos há custos de emplacamento ou transferência de nome, IPVA, seguro obrigatório e licenciamento. Portanto, se necessário verifique com a administradora a possibilidade de utilizar até 10% do valor do crédito para pagamento de despesas dessas naturezas.


Sobre o Klubi


O Klubi é uma fintech de consórcio que possibilita o acesso a crédito de forma 100% digital, simples, transparente, com a segurança de ser regulado pelo Banco Central do Brasil, e o propósito de inclusão e educação financeira, viabilizando a conquista do que parece impossível para muitos brasileiros.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.