Header Ads

Leilão para PPP de iluminação pública em Campinas garante investimento de R$ 171,6 milhões em 13 anos

 Proposta vencedora foi de R$ 1.250.020 de contrapartida mensal, o que representou deságio de 63% do valor proposto no edital

POR AMANHECER DA NOTICIA

Foi realizado nesta segunda-feira (29), na B3, em São Paulo, o leilão promovido pela Prefeitura de Campinas (SP) da Parceria Público-Privada (PPP) dos serviços de iluminação pública do município. A oferta vencedora, de R$ 1.250.020, foi feita pela Consórcio Ilumina Campinas, representada pela corretora CM Capital Markets e representou deságio de 63% do valor proposto no edital. Esse valor será pago mensalmente pelo município à prestadora de serviço.


O objetivo era a seleção da proposta mais vantajosa, com critério de menor valor da contraprestação, para a celebração de contrato de concessão administrativa, que prevê a modernização, ampliação, operação e manutenção do parque de iluminação, que tem cerca de 122 mil pontos de luz, durante os próximos 13 anos. Os investimentos previstos são de R$ 171,6 milhões.


O leilão contou com o assessoramento da CAIXA e apoio do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), da Secretaria Especial do Programa de Parcerias e Investimentos (SPPI) e do International Finance Corporation (IFC). O projeto foi estruturado com o apoio financeiro do Governo Federal, por meio do Fundo de Apoio à Estruturação de Projetos de Concessão e PPP (FEP), administrado pela CAIXA, e do Banco Mundial, por meio do Global Infrastructure Facility (GIF).


"As Parcerias Público-Privadas são, sem dúvida, um caminho sem volta para a gestão pública, para os serviços públicos que precisam de investimento da iniciativa privada. Esse deságio de mais de 60% mostra que, além do sucesso de tramitação, tivemos também um resultado econômico muito importante. Isso vai representar uma economia de recursos para a cidade de Campinas e uma melhora em iluminação pública, segurança e sustentabilidade", comentou o prefeito de Campinas, Dário Saadi.


"Temos apoiado diversos projetos, por meio do FEP, para concessão dos serviços de iluminação pública. Até agora, a avaliação que temos é de que o modelo é um sucesso, pois agrega um serviço mais eficiente e econômico e uma melhoria significativa para a população. É uma nova forma de se fazer políticas públicas no Brasil, pois dá segurança para os investidores, melhora a qualidade de vida nos espaços urbanos e auxilia os municípios na melhoria na gestão", destaca a secretária nacional de Mobilidade e Desenvolvimento Urbano e Sustentável do MDR, Sandra Holanda.


"A B3 tem muito orgulho de oferecer há mais de 30 anos um ambiente transparente que viabiliza parcerias entre os atores essas dos setores público e privado. Sabemos que a expansão e a modernização dos serviços de Iluminação pública são determinantes para a melhoria do bem-estar social. Impacta diretamente a segurança pública, o meio ambiente, a preservação do patrimônio histórico e cultural da cidade e o dia a dia de todos aqueles que vivem e circulam pelas áreas públicas", disse Guilherme Peixoto, superintendente de Processos Licitatórios da B3.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.