Header Ads

Casos de miopia aumentam consideravelmente. Entenda o por quê

 Estima-se que até 2050, metade da população mundial será míope

POR AMANHECER DA NOTICIA

Estima-se que 28% da população mundial, hoje, tenha algum grau de miopia. No entanto, o problema de visão tem crescido tanto que estima-se que até 2050 ao menos metade da população será míope. Mas, por que isso acontece?


Segundo o Dr. Hallim Féres Neto, Oftalmologista do Conselho Brasileiro de Oftalmologia, o uso de telas artificiais - a alteração na produção de dopamina devido à luz artificial no lugar da luz natural favorece a miopia. "O que realmente se sabe é que o sol influencia na estabilização do grau. O aumento de tempo em telas é a consequência do menor tempo ao ar livre que já vinha diminuindo nos últimos anos, mas foi nesse último ano que chegou a praticamente zero", conta.


Um estudo chinês foi publicado no JAMA no começo deste ano, trouxe dados interessantes:


após acompanhar cerca de 120 mil crianças e adolescentes chineses entre 6-13 anos desde 2015, descobriram que nas crianças entre 6 a 8 anos havia 5% de míopes em 2019. No final de 2020 miopia na mesma faixa etária chegou a 20% e o aumento aconteceu também em todas as outras faixas etárias do estudo.


Dr. Hallim conta que a miopia é caracterizada pela dificuldade de enxergar o que está longe da gente e quando muito alta, aumenta o risco de outras doenças oculares. "Um grau acima de 6 de miopia traz 21,5 mais chances de descolamento de retina e 40 vezes mais chance de maculopatia miópica, doenças que podem causar cegueira. Em comparação, uma pessoa com 1,5 grau de miopia tem o dobro de chances de alguém que não tem miopia de sofrer desses males", exemplifica.




A Sociedade Brasileira de Pediatria preconiza que a exposição às telas varie de acordo com a idade da criança:


- Até 2 anos não devem ter contato com telas


- 2 e 5 anos até 1 hora por dia, fracionada e supervisionada


- 6-10 anos, até 2 horas fracionadas e supervisionadas


-11-18 anos até 3 horas


- Sem telas durante refeições e desligar pelo menos 1 hora antes de dormir.


"Eu tenho dois filhos pequenos e sei que nesse último ano isso foi inviável. Só de horário de escola eles têm mais tempo de tela do que isso. E no horário livre eles não estão tão livres assim para poder brincar onde e com quem quiserem", lembra o oftalmologista, que recomenda, então, seguir a "regra dos 20": "a cada 20 minutos na tela, olhar por 20 segundos pela janela. Isso faz com que a musculatura dos olhos relaxe para focar o que está longe, reduzindo a tensão interna dos olhos".


Também é fundamental receber luz natural e educar as crianças para prevenir o excesso de telas - o que começa no exemplo dos pais.



Dr. Hallim Feres Neto @drhallim


CRM-SP 117.127 | RQE 60732


• Oftalmologia Geral


• Cirurgia Refrativa


• Ceratocone


• Catarata


• Pterígio


• Membro do CBO - Conselho Brasileiro de Oftalmologia


• Membro da ABCCR - Associação Brasileira de Catarata e Cirurgia Refrativa


• Membro da ISRS - International Society of Refractive Surgery


• Membro da AAO - American Academy of Ophthalmology

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.