Header Ads

Oficinas Culturais de São Paulo reabrem para o público

 Seguindo os protocolos de segurança da fase de transição do Plano São Paulo, equipamentos culturais retomam parte das atividades

POR AMANHECER DA NOTICIA

As Oficinas Culturais Oswald de Andrade, Maestro Juan Serrano e Alfredo Volpi, equipamentos da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo e gerenciados pela Poiesis, reabrem para o público com capacidade e horário reduzidos.


Aberta a partir do dia 19 de maio, a Oficina Cultural Oswald de Andrade funciona das 12h às 16h, de segunda a sexta-feira, com controle de número de pessoas. Em cartaz na unidade, a partir de 21 de maio, a Exposição Fotográfica: Cozinha de Imigrantes pode ser visitada mediante agendamento prévio pelo WhatsApp (11) 94343-9338.


Para os inscritos anteriormente, o Ateliê Aberto de Gravura será retomado às segundas-feiras, de 7 a 28 de junho, das 13h30 às 16h30. Interessados em participar podem se inscrever na lista de espera, basta enviar a solicitação para o WhatsApp da unidade.


As Oficinas Alfredo Volpi e Maestro Juan Serrano reabrem a partir do dia 26 de maio. Com funcionamento de quarta a sexta-feira, a unidade Alfredo Volpi funcionará das 11h às 15h, enquanto a unidade Maestro Juan Serrano ficará aberta das 12h às 16h.


Em cartaz de 1 a 30 de junho na unidade Alfredo Volpi, quem quiser conhecer a exposição O Rio Que Nos Une deverá agendar a visita pelo WhatsApp (11) 2056-5028 | 2205-5180. O grupo "O Fio Que Nos Une", entendendo a importância de se manter firme e unido frente as adversidades, decidiu realizar uma produção que pudesse reforçar os laços de cuidado e afeto. O resultado, que pode ser visto na exposição, foi o encontro da arte e da poesia.


Na Oficina Cultural Maestro Juan Serrano, as visitações também serão feitas mediante agendamento pelo Whatsapp (11) 3971-3640. As lives realizadas na unidade serão retomadas para prosseguir com a programação on-line.


Medidas de proteção e regras para visitações


Para garantir a segurança dos públicos e funcionários é preciso seguir o protocolo adotado pelas instituições, em conformidade com as diretrizes definidas pelo Governo do Estado e a Prefeitura de São Paulo. Por exemplo, é obrigatório o uso de máscara de proteção facial cobrindo nariz e boca, descrita no decreto nº 64.959, de 4 de maio de 2020, que deve ser utilizada por todas as pessoas e durante todo o tempo que permaneçam nas oficinas.


Na entrada das oficinas será oferecido álcool em gel para higienização das mãos, e será medida a temperatura corporal por termômetro digital. Não será permitida a entrada de pessoas que apresentarem temperatura igual ou superior a 37,5ºC.


Funcionários também passarão por essa triagem diariamente e, no caso de apresentarem sintomas relacionados à Covid-19, serão orientados a buscar uma unidade de saúde.


Recipientes com álcool em gel 70% ficarão disponíveis nas áreas de circulação. Orientações sobre os cuidados durante o percurso constarão nos cartazes afixados nos ambientes. Os percursos, sempre unidirecionais, serão orientados por sinalização, com indicação da distância de 1,5m entre as pessoas presentes e fluxos separados de entrada e saída.


As atividades culturais e educativas programadas para o período continuarão sendo realizadas a distância, por meio de plataformas digitais, até que haja segurança para que algumas possam acontecer presencialmente.


Tanto os cômodos ocupados pelas equipes de trabalho das unidades, bem como os banheiros e as áreas comuns (de visitação e salas de aula) serão desinfetados a cada visita. Além do uso de máscaras de proteção facial, ao longo dos dias as equipes das oficinas trabalharão em dias alternados, com distanciamento de 1,5m entre os presentes. Na recepção, que recebe o público visitante, os itens de proteção serão rigorosamente seguidos.


A programação on-line das Oficinas Culturais é mantida no hotsite http://poiesis.org.br/maiscultura/, onde está toda a agenda virtual dos equipamentos gerenciados pela Poiesis. Para mais informações sobre as atividades presenciais e novas medidas de atendimento nas unidades, acesse o site do Programa http://oficinasculturais.org.br/ .



Oficina Cultural Oswald de Andrade

Reabertura: 19 de maio

Segunda a sexta-feira - das 12h às 16h.

Funcionamento do Café Colombiano: das 12h às 16h.

Agendamento das exposições via WhatsApp: (11) 94343-9338



EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA: COZINHA DE IMIGRANTES

21 de maio a 30 de junho


MOSTRA POSTAL ARTIST BOOKS

1 de junho a 15 de julho


Retomada do ATELIÊ ABERTO DE GRAVURA

7 a 28 de junho - segundas-feiras, das 13h30 às 16h30

Inscrições encerradas, lista de espera via WhatsApp, caso haja desistência.


Oficina Cultural Alfredo Volpi

Reabertura: 26 de maio

Quartas a sexta-feira - das 11h às 15h.

Visitações exclusivamente mediante agendamento, com mínimo de 24h de antecedência, via whatsapp: (11) 2056-5028 | 2205-5180


EXPOSIÇÃO: O RIO QUE NOS UNEArtes VisuaisCoordenação: Clube: O Fio Que Nos Une.

Artes Visuais

Coordenação: Clube: O Fio Que Nos Une.

Período em cartaz: 1 a 30 de junho


Oficina Cultural Juan Serrano

Reabertura: 26 de maio

Quartas a sexta-feira - das 12h às 16h. Visitações exclusivamente mediante agendamento via Whatsapp: (11) 3971-3640


SOBRE A OFICINA CULTURAL OSWALD DE ANDRADE

A Oficina Cultural Oswald de Andrade, equipamento da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo e gerenciado pela Poiesis, realiza atividades na formação e difusão cultural em diferentes linguagens artísticas. As atividades são gratuitas e no formato de oficinas, workshops, núcleos de estudos, seminários, residências artísticas, intercâmbios, apresentações cênicas, exposições, entre outros. Em seus 30 anos de existência, passaram pela Oficina grandes nomes como Quentin Taratino, Klauss Vianna, Nuno Ramos, além de importantes companhias nacionais e internacionais como Théâtre du Soleil, The Workcenter of Jerzy Grotowski, e Thomas Richards e Teatro da Vertigem.


SOBRE A OFICINA CULTURAL ALFREDO VOLPI

Criada pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo e gerenciada pela Poiesis, desde 1986 a Oficina Cultural trabalha com a formação de jovens profissionais em diversas áreas como: artes plásticas, dança, fotografia, moda, performance, processos gráficos e teatro.


SOBRE A OFICINA CULTURAL MAESTRO JUAN SERRANO

A Oficina Cultural Juan Serrano realiza atividades voltadas para a formação e difusão cultural em diferentes linguagens artísticas. As atividades são gratuitas e abrangem diversas áreas como tecnologia, artes plásticas, teatro, literatura, música, fotografia, dança e circo, entre outros. Oficinas Culturais é um programa da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, que atua, desde 1986, na formação e na vivência da população no campo de cultura. O Programa é administrado pela organização social Poiesis.


SOBRE A POIESIS

A Poiesis - Organização Social de Cultura é uma organização social que desenvolve e gere programas e projetos, além de pesquisas e espaços culturais, museológicos e educacionais, voltados para a formação complementar de estudantes e do público em geral. A instituição trabalha com o propósito de propiciar espaços de acesso democrático ao conhecimento, de estímulo à criação artística e intelectual e de difusão da língua e da literatura.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.