Header Ads

Importância do Sindicalismo cresce durante a pandemia

 José Claudinei Messias – Presidente Interino do Sindicato Dos Trabalhadores em Empresas Ferroviárias da Zona Sorocabana

POR AMANHECER DA NOTICIA

A pandemia da Covid-19 nos ensina muitas coisas. Uma delas é que determinados serviços passaram a ser vistos com maior prioridade e/ou importância. O trabalho dos sindicatos mostrou-se ainda mais essencial durante esse tempo. Isso porque estas instituições são as vozes dos trabalhadores das mais diferentes categorias e intercedem em nome desses diante de situações adversas, que precisavam de negociação ou intervenção para ser solucionadas.


Alguns pontos do sindicalismo podem ser destacados, não apenas devido ao período de pandemia, mas também por toda síntese do trabalho sindical. São eles: agir para prevenir excessos contra os trabalhadores; proteção da vida, dos empregos e dos direitos; entre outros.


É importante ressaltar o trabalho feito para evitar a desvalorização estrutural dos trabalhadores em serviços essenciais. Além disso, são frequentes as mobilizações para influenciar em decisões políticas. Aliás, cabe aqui um adendo sobre o quão difícil se tornou o trabalho dos sindicatos durante a pandemia, a partir dos desmandos do governo que por vezes atacou a legitimidade dos atores sindicais, enquanto esses representaram o interesse da classe trabalhadora.


O sindicalismo por pouco não ficou restrito à luta pela sobrevivência dos trabalhadores e das próprias entidades sindicais. Mas, diante, da indispensável atuação, o trabalho foi fortalecido e reconhecido. Prova disso é o aumento na procura pelos dirigentes sindicais e suas estruturas para auxílio em demandas jurídicas e psicológicas, principalmente.


Também vale ressaltar ações específicas, como a distribuição de máscaras para os associados se protegerem, tendo em vista que muitas carreiras não tiveram a escolha de ficar em casa – como é o caso dos ferroviários. Também focamos em orientações sobre a pandemia e em como se prevenir da Covid-19, por meio digital e no informativo periódico.


Foi preciso entrar na Justiça para garantir que os ferroviários do grupo de risco ficassem afastados do trabalho durante a pandemia. Numa outra ação, intercedemos junto ao governo paulista para que os ferroviários fossem enquadrados como grupo prioritário na vacinação, uma vez que são responsáveis pela manutenção do transporte e circulação de passageiros no estado.


Outro fato importante nestes últimos meses é a adesão e o aumento dos serviços oferecidos aos associados de maneira online, uma vez que as sedes dos sindicatos continuaram abertas, porém em horário reduzido e com os Diretores em plantão permanente, pois os trabalhadores seguiam precisando de auxílio diário. Foi preciso mudar para que o atendimento não fosse interrompido e, pelo contrário, fosse intensificado.


Com todas essas iniciativas, nos sentimos ainda mais vivos e importantes para os trabalhadores. Garantimos não apenas a continuidade do trabalho vital para a população, mas especialmente a segurança dos ferroviários que, quando precisam de apoio, sabem que podem contar conosco!

Obrigações junto IBAMA devem ser cumpridas até 31/03

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.