Header Ads

Sobloco e Prefeitura de Bertioga inauguram escola na cidade

 Construtora fez investimento de, aproximadamente, R$ 700 mil para reformar prédio público, que receberá a Escola Estadual Maria Celeste Pereira Leite


POR AMANHECER DA NOTICIAS

Será entregue na próxima segunda-feira, dia 1º de fevereiro, as novas instalações da Escola Estadual Maria Celeste Pereira Leite, no Jardim São Lourenço, em Bertioga. As reformas e obras de ampliação foram conduzidas pela Sobloco Construtora, que investiu cerca de R$ 700 mil no projeto, em parceria com a Prefeitura da cidade. As novas instalações vão abrir, pelo menos, 200 novas vagas no ensino do município.


"As obras duraram cerca de seis meses, começando em agosto de 2020. Nos preocupamos com o desenvolvimento da cidade e investir em educação é uma de nossas prioridades", comenta Luiz Augusto Pereira de Almeida, diretor da Sobloco. "Reformamos as instalações da antiga escola municipal e ampliamos o local com novas estruturas. Com isso, conseguimos suprir a demanda de alunos na região", enfatiza.


Segundo o diretor técnico da Sobloco, Nagib Anderaos, o projeto conta com duas novas salas de aula com 42m² cada, uma sala de professores, dois conjuntos sanitários para os alunos (masculino e feminino) e um grande pátio coberto com 130 m². "A obra ampliou a capacidade de atendimento da edificação, que contava com três salas de aula e agora tem cinco salas, além de área de recreação coberta, dando grande conforto aos alunos", comenta.


A diretora da EE Maria Celeste, Juliana Devecchi Pinheiro de Souza, ressalta o apoio constante da empresa na manutenção da escola "com o apoio da Sobloco nós vamos conseguir ampliar a demanda de atendimento, e, com nosso deslocamento para as novas instalações, será possível também, a partir do ano que vem, atender um número maior de crianças na fase do pré e também na fase creche na EMEIF - Mario Covas que fica na Riviera, e que até o ano passado, dividia o espaço conosco", diz.


A expectativa é que o prédio repaginado ofereça um ambiente sadio e acolhedor para as novas gerações, pondera a diretora. Para ela as atividades com os alunos só tendem a evoluir. "As crianças são as verdadeiras beneficiadas dessa parceria, pois conseguimos oferecer a elas um espaço mais acolhedor, organizado e um ensino de melhor qualidade", completa.


A partir desse ano, ao menos 468 alunos, entre ensino fundamental (5ª a 9ª série) e EJA (Escolarização de Jovens e Adultos), poderão ser atendidos ao mesmo tempo e com maior dinamismo, graças a ampliação do espaço.

 Cidades da região de Campinas arrecadam mais de R$ 707 milhões no primeiro ciclo do IPVA

Cidade de Bauru (SP) assume compromisso em aderir ao Sistema Nacional de Promoção da Igualdade Racial

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.