Header Ads

Produção de óleos hidratantes naturais incentiva a economia da comunidade Kalunga na Chapada dos Veadeiros

 Com matéria prima do Cerrado, os produtos compõem a linha de autocuidado da Positiv.a

AMANHECER DA NOTICIAS

François Jacques Pochard nasceu em uma cidade da França chamada Valmondois, cujo nome vem do latim vallis munda, que significa vale elegante. Em 1978, ele se mudou para o Brasil e atualmente, mora em Cavalcante, norte da Chapada dos Veadeiros, em Goiás. Desde 2007, ele produz nesta região óleos de gergelim e amêndoas. A produção ocorre a partir de uma parceria que o François tem com os produtores da comunidade Kalunga, a maior comunidade de remanescentes de quilombolas de todo o país. O povoado Kalunga planta e semeia as sementes que são transformadas nos óleos pelo François. Segundo ele, a parceria ocorre com mais de 100 famílias que os fornecem as matérias-primas vindas dessa região do cerrado.


"Quando me mudei para a Chapada dos Veadeiros precisei descobrir como me sustentar economicamente, foi assim que decidi utilizar o gergelim produzido de forma tradicional pelos Kalungas, oferecendo uma possibilidade de incentivar e produção e aumentar a renda desse povoado com a produção do gergelim", explica François.


Com o sucesso das suas produções, François passou a ser um ponto de referência na cidade turística e atraiu o interesse de grandes empresas, uma delas, a Positiv.a, empresa B que cria soluções para cuidar da casa, do corpo e da natureza. Marcella Zambardino, co-CEO da empresa, passou o carnaval de 2020 em Cavalcante e foi nessa viagem que ela conheceu o François. Ela ficou encantada pelo trabalho desenvolvido por ele e a partir deste encontro, eles firmaram uma parceria. Hoje, a linha de autocuidado da marca é produzida com os óleos de Gergelim e de Amêndoas vindos da Chapada dos Veadeiros.


A partir da parceria, ele adaptou sua produção para atingir um custo satisfatório para o produto e com as primeiras entregas dos pedidos para a Positiv.a, ele já conseguiu equilibrar as finanças da sua empresa, o que está possibilitando o pagamento a vista dos fornecedores das sementes.


"Os óleos de gergelim e amêndoas da Positiv.a produzidos pelo François são frutos da agroecologia. Ao escolhermos um fornecedor como este, estamos automaticamente defendendo o bioma que é a caixa d’água do Brasil e está sempre sob ameaça do agronegócio. Entre os benefícios dos óleos estão o alto poder de hidratação e nutrição para a pele e cabelos, além disso, são riquíssimos em antioxidantes e vitaminas lipossolúveis, raramente causam alergias e podem ser utilizados à vontade", explica Marcella Zambardino.


A produção dos óleos acontece a partir da limpeza das sementes, François explica que elas ficam imersas em água em torno de duas horas e meia para pré germinação, onde as enzimas são ativadas e existe um explosão de vida no interior da semente, com a expulsão de substâncias anti nutracêuticas que protegem as sementes contra insetos e outros predadores. Depois de bem lavadas, as sementes ficam expostas no sol por sete horas, e então são prensadas para se transformarem nos óleos. Para finalizar a produção, o produto passa por um processo de decantação de alguns dias para então ser filtrado e envasado nos frascos.


Atualmente, a produção do François é feita por ele e por uma vizinha que o auxilia nas tarefas de limpeza, germinação das sementes e envasamento dos produtos. Além dos óleos, ele produz e comercializa farinha de jatobá, farinha do mesocarpo do baru, semente de baru, semente de abóbora para extrair óleo, castanha de indaiá para extrair óleo, frutos do cerrado em polpa ou in natura como tamarindo, cagaita, pequi, cajuzinhos e mel de cana.

Pesquisa aponta que mais de 60% dos pais acreditam na importância de abordar educação financeira em sala de aula

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.