Header Ads

AGCO Agriculture Foundation doa mais de R$ 350 mil para entidades que combatem a fome no Brasil e Argentina

 MovilizaRSE, Amigos do Bem, Banco de Alimentos e Gerando Falcões foram as entidades contempladas

AMANHECER DA NOTICIAS

Com o objetivo de diminuir os impactos causados pelo novo coronavírus nas comunidades onde atua, a AGCO Agriculture Foundation (AAF), fundação privada, sediada em Liechtenstein, e comprometida com o combate à fome por meio do desenvolvimento da agrícola sustentável, doou mais de R$ 350 mil para organizações que têm como principal objetivo acabar com a fome no Brasil. O valor doado será investido tanto na compra de alimentos quanto na logística de transporte, beneficiando famílias em situação de extrema pobreza e vulnerabilidade .


A doação faz parte do Programa de Auxílio ao Combate à COVID-19, da AAF, em apoio à resposta emergencial ao novo coronavírus em nível mundial, incluindo a América do Sul. Durante a primeira fase do programa, a AAF apoiou a resposta emergencial promovida pelo Programa Mundial de Alimentos das Nações Unidas (PMA), com um financiamento de US$ 100 mil destinado às populações mais vulneráveis em países da América Latina e da África. Acesse a página de doações do Programa Mundial de Alimentos dos EUA para apoiar a campanha de financiamento da AAF. A AGCO Agriculture Foundation iguala qualquer contribuição no valor de até US$ 100 mil feita a esta campanha.


"A AAF se compromete em causar impactos positivos de longo-prazo nas nossas comunidades mais vulneráveis, uma vez que a presença da COVID-19 pede um apoio contínuo", declarou Metti Richenhagen, Diretora Geral da AGCO Agriculture Foundation. "Estamos felizes em fazer essa doação, de modo a apoiar recursos e iniciativas locais que ajudem as pessoas da América do Sul que estão sendo afetadas pela pandemia e incerteza econômica".


A Amigos do Bem direcionará a doação para o transporte de alimentos, água e kits de saúde e higiene para famílias do sertão nordestino. A instituição atende 140 povoados no semiárido dos estados de Alagoas, Pernambuco e Ceará. Ao todo, são 75 mil pessoas que recebem mensalmente alimentos, visitas médicas e odontológicas, além de participarem de projetos de educação, trabalho e geração de renda e acesso a água e moradia.


Para o Banco de Alimentos , o valor recebido será empregado no fortalecimento da logística do transporte e distribuição de cestas básicas e cartões alimentação para famílias das periferias da capital paulista, que foram duramente impactadas pela crise do novo coronavírus. A organização existe há 22 anos e trabalha recolhendo alimentos íntegros para consumo em supermercados e hortifruti da região metropolitana de São Paulo, e os destina a 41 instituições assistidas como hospitais, lar de idosos e creches. De abril a junho deste ano, foram distribuídas 2.600.000 kg de alimentos beneficiando 690 mil pessoas.


Já a Gerando Falcões destinou a doação recebida à campanha "Corona no Paredão - Fome Não". Fazendo uma ponte por meio de uma rede de ONGs conveniadas, este programa viabiliza cestas básicas digitais para distribuição às famílias mais vulneráveis. Para reduzir o risco de contágio, ao invés de levar os alimentos diretamente à casa das pessoas, a instituição fornece cartões-alimentação que podem ser usados na compra de mantimentos e produtos de higiene por três meses Além do valor doado, a AGCO estimulou seus colaboradores a doarem parte de seu ticket alimentação ou refeição para a compra de cestas básicas. A iniciativa beneficiou 482 famílias afetadas pela crise do novo coronavírus.


Na Argentina, a doação foi entregue à instituição Movil i zaRSE , e será usada na compra de 100mil refeições a serem distribuídas em General Rodríguez e outras regiões do país. A MovilizaRSE é uma organização social sem fins lucrativos que, desde 2005, realiza ações solidárias baseadas em valores como empatia, tolerância e trabalho em equipe. As ações são voltadas para jovens argentinos, em busca de equidade no país, do campo à cidade,


AGCO doa equipamentos, suprimentos e dinheiro no Brasil e na Argentina


Além das doações para entidades que combatem a fome no Brasil, a AGCO vem implementando ações solidárias com a doação de 20 mil litros de álcool 70% e 500 protetores faciais. Esta ação tem como objetivo auxiliar hospitais e instituições do entorno de suas fábricas e demais unidades nos estados do Rio Grande do Sul (Canoas, Ibirubá, Passo Fundo, Marau e Santa Rosa), São Paulo (Campinas, Jundiaí e Mogi das Cruzes) e Mato Grosso (Sorriso).


"A AGCO está sempre buscando a melhor forma de apoiar os agricultores e suas comunidades na América do Sul. Em um momento desafiador como este, esse apoio se torna ainda mais importante ", declarou Luís Felli, Vice-Presidente Sênior e Gerente Geral da AGCO America do Sul. "Acreditamos firmemente que o setor agrícola é essencial e nossa principal prioridade é manter o acesso aos alimentos durante a luta contra a pandemia da COVID-19".


Na fábrica de Santa Rosa (RS), 80 unidades de leitos hospitalares foram produzidas e entregues ao Hospital Ivan Goulart, da vizinha São Borja, e à Fundação Municipal de Saúde de Santa Rosa (FUMSSAR), a qual fará a distribuição para hospitais e UPAs do município e região, de acordo com a maior necessidade. A empresa também fabricou e doou 700 máscaras faciais 3D para profissionais de saúde de hospitais de todos os municípios onde a AGCO mantém operações.


Em Ibirubá (RS), a planta fabril doou, além de máscaras, jalecos para o Centro de Saúde da cidade. Em parceria com usinas de cana-de-açúcar, foi possível doar 20 mil litros de álcool 70% para hospitais das comunidades próximas às fábricas. E a AGCO ainda realizou a doação no valor de R$ 100 mil à Associação Hospitalar Beneficente (HCR) de Marau (RS).


Na Argentina, a empresa doou US$ 15 mil para o Hospital de General Rodriguez com o objetivo de reforçar a estrutura de saúde local. E, por fim, os concessionários da AGCO no Chile, Bolívia e Peru disponibilizaram máquinas para ajudar no processo de higienização e limpeza das cidades e combater a COVID-19.



Sobre a AGCO Agriculture Foundation (AAF)


A AGCO Agriculture Foundation (AAF), fundada pela AGCO Corporation (NYSE: AGCO) em 2018, é uma fundação privada que tem como visão prevenir e aliviar a fome. A fundação promove programas de impacto que apoiam a segurança alimentar, o desenvolvimento agrícola sustentável e constroem a infraestrutura agrícola necessária em comunidades rurais marginalizadas. A AAF está sediada em Vaduz, Liechtenstein e as operações são geridas em Duluth, Geórgia, EUA. Para mais informações, acesse http://www.agcofoundation.org/


Sobre a AGCO


A AGCO (NYSE: AGCO) é líder global na concepção, fabricação e distribuição de soluções agrícolas e oferece soluções de alta tecnologia para os produtores rurais que alimentam o mundo por meio de uma linha completa de equipamentos e serviços relacionados. Os produtos AGCO são vendidos através de cinco marcas principais, Challenger®, Fendt®, GSI®, Massey Ferguson® e Valtra®, apoiadas por soluções agrícolas inteligentes Fuse®. Fundada em 1990 e sediada em Duluth, Geórgia, EUA, a AGCO registrou receita líquida de vendas de US$ 9 bilhões em 2019. Para mais informações, acesse http://www.AGCOcorp.com. Para notícias, informações e eventos da empresa, siga-nos no Twitter: @AGCOCorp. Para notícias financeiras no Twitter, siga a hashtag #AGCOIR.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.