Header Ads

Printi ajuda a produzir mais de 318 mil face shields para doações

 Participando de dois movimentos, a empresa ajudou a mobilizar parceiros e desenvolver milhares de equipamentos de proteção individual

AMANHECER DA NOTICIAS

A Printi, gráfica online focada em materiais personalizados, desde o começo da pandemia tem atuado em ações para ajudar a sociedade a enfrentar a pandemia da Covid-19. A empresa teve uma importante atuação articulando participações de parceiros e na produção dos equipamentos de proteção individual (EPI) no movimento liderado pela Associação Brasileira da Indústria de Ferramentais (Abinfer) e no Projeto "Empresas do Bem".


A Printi ficou responsável pelo corte das chapas transparentes que compõem as face shields, ajudando na produção de mais de 318 mil unidades para doação aos setores público e privado de saúde no Brasil.

Na articulação com parceiros, a empresa conseguiu mobilizar doações da Dissudes Residence, Clique & Retire, Quality Entregas e da Total Express, somando um valor de cerca de R﹩ 15 mil para a compra de matéria prima para a produção das máscaras.


"A Printi conseguiu se mobilizar e acionar parceiros para contribuir com a produção de EPIs para os profissionais da Saúde que estão na linha de frente do combate à pandemia. É um grande orgulho e satisfação para nós poder contribuir e participar de iniciativas importantes para a sociedade em um momento tão delicado", comenta Hugo Rodrigues, CEO da Printi.

Atuação em projetos para ajudar os profissionais da saúde


Composto por 22 empresas e apoiadores, o Projeto "Empresas do Bem" tem como objetivo a produção de Face Shields para institutos de saúde e 150.000 unidades, todas cortadas pela Printi, foram doadas para 16 estados e no Distrito Federal: Acre, Amazonas, Bahia, Ceara, Espirito Santo, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Paraná, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Rondônia, São Paulo e Santa Catarina.


O movimento liderado pela Associação Brasileira da Indústria de Ferramentais (Abinfer), começou quando a entidade se uniu a 20 instituições - de indústrias a entidades acadêmicas do estado de São Paulo, como o Centro Universitário FEI e a Universidade do Vale do Paraíba (UniVap) - para fabricar e doar face shields por todo território nacional. Desde o início do movimento, em abril, já foram doadas 488 mil máscaras para hospitais e unidades de saúde no Amazonas, Paraná, Rio Grande do Sul, São Paulo e Santa Catarina. O objetivo do movimento é doar 1 milhão de máscaras.


Outras ações de doação da Printi


Além de atuar nos movimentos, a Printi realizou doações. A empresa doou 10 mil máscaras ao Corpo de Bombeiros da Polícia Militar de São Paulo, ajudando na proteção de 8.500 profissionais responsáveis por atender de 10 a 25 mil chamados todos os meses.


A Printi também realizou a doação de PVC para comunidade Covida Maker fabricar cerca de 4.500 máscaras destinadas aos profissionais da saúde de diversos hospitais de São Paulo e de 6 mil sachês de álcool em gel para o Governo do Estado de São Paulo, estes serão utilizados para aumentar a proteção dos frequentadores do Bom Prato de Campos Elíseos antes e após as refeições. Todas essas doações estão registradas em sua página de transparência - http://www.printi.com.br/transparencia


Inovação do portfólio para auxiliar empresas


Sobre a Printi

A Printi entrou na indústria gráfica brasileira em 2012, com o intuito de quebrar o status quo de falta de transparência e eficiência no processo de customização de produtos impressos. Para isso, conta com as mais modernas ferramentas do setor de Web2Print que simplificam e agilizam o complexo processo de encomenda de materiais personalizados. Desde a sua chegada no mercado, a Printi tem se atualizado constantemente e segue inovando para atender públicos dos mais variados perfis e segmentos: desde pessoas físicas, passando por empreendedores, pequenos e médios empresários até grandes corporações e multinacionais. Saiba mais: http://www.printi.com.br/.

 Onda de frio: Defensoria faz recomendação para garantia de cuidados mínimos a pessoas em situação de rua

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.