Header Ads

Esportistas aquáticos voltam aos treinos no Pinheiros rumo a Tóquio e demais competições

 Atletas de alto rendimento da natação e pólo aquático retornaram na segunda (10) às piscinas do Pinheiros

AMANHECER DA NOTICIAS

Desde março de 2020, os atletas, por medida de segurança, estavam seguindo rotinas de treinos limitadas por causa do isolamento social causado pela COVID-19. Agora, em agosto, a cidade de São Paulo já entrou na fase amarela, permitindo que as atividades sejam retomadas com as devidas medidas de segurança.

Tradicional no pólo aquático e na natação, o Esporte Clube Pinheiros conquistou ao longo dos anos muitos títulos importantes. Na natação é o clube que mais tem troféus do Campeonato Brasileiro Absoluto de Natação, pelas suas piscinas já passaram atletas como Gustavo Borges e César Cielo. No pólo aquático, o time está em busca do seu tricampeonato na Liga Nacional.


Entre as medidas de segurança do Pinheiros, Ricardo Lima (Diretor de Esportes Aquáticos) e Edson Santos (Supervisor Administrativo de Esportes) apontaram que as equipes de natação e pólo aquático estão seguindo com os protocolos de segurança da OMS (Organização Mundial de Saúde) e as orientações da FINA (Federação Internacional de Natação). Entre as medidas de proteção: os atletas antes de começarem os treinos passam por um processo de higienização que faz com que os chinelos fiquem limpos e o corpo também, o distanciamento entre os atletas por raias nos treinos é respeitado, o fortalecimento dos atletas (Também é feito de forma individual), proibição de atletas na borda da piscina, não é permitido compartilhar os equipamentos entre os esportistas, o uso da máscara é obrigatório fora da piscina, os pertences não podem ser deixados no piso (cada atleta tem uma cadeira específica e higienizada para deixar os seus pertences), vestiário com uso restrito (o atleta não pode utilizar o chuveiro), e o grupo de atletas tem horários diferenciados para uso da piscina (Para não coincidir com o uso dos outros indivíduos).


"A expectativa é grande, principalmente com o pré-olímpico em fevereiro e os jogos olímpicos em Tóquio. O importante é que o grupo vai poder voltar a treinar e se exercitar, colocar a energia que a gente tem acumulada para fora e buscar evoluir e defender o time da melhor maneira possível. Respeitando as regras de segurança e os protocolos. Estamos otimistas até pelo meio que estamos, com muito cloro, ajuda a combater o vírus", diz Gustavo Guimarães, o "Gummy" do pólo aquático.


Treino de natação do Pinheiros nesta segunda-feira (10) (Foto: Miltinho Alcântara - Supervisor de Comunicação/ECP)


Os treinos estão acontecendo de forma individual, e os atletas têm que preencher uma ficha de anamnese e qualquer variação ou suspeita é encaminhado para o centro médico segundo a coordenação de esportes. "Estão sendo adotadas todas as medidas conforme os protocolos estaduais, governamentais, internacionais, alinhados com o sindiclube, juntamente com o comitê de contingência do clube e pesquisa com as diretoria", diz Fábio Ferraro, Diretor de Esportes Olímpicos do Esporte Clube Pinheiros. Além dessas medidas, o clube tem câmeras de medição de temperatura em todas as entradas e também conta com uma equipe de staff orientando a todos os frequentadores no respeito ao distanciamento.


A comissão técnica vê com bons olhos a volta, já que principalmente na natação há muitos atletas prestes a baterem as classificações olímpicas para se unirem ao grupo principal que está treinando em Portugal.


"Os esportes aquáticos são tradicionais e muito fortes no Pinheiros, estamos juntos com os atletas para melhorar a segurança de todos e poder conquistar um bom desempenho nas competições", finaliza Ivan Castaldi presidente do Esporte Clube Pinheiros.


Sobre o Esporte Clube Pinheiros

O ECP- Esporte Clube Pinheiros - nasceu em 1899 com a vocação para o esporte, cultura e educação. Com mais de 38.500 mil associados, a instituição entrega ao mundo atletas de alto rendimento, ensino de qualidade, e atividades dentro e fora do ECP que resgatam a sinergia entre as pessoas. Trata-se do maior clube da América Latina que agrega pessoas de várias faixas etárias, etnias, nacionalidades, e etc. A diversidade e o respeito são as nossas bases. Com uma infraestrutura adequada e tecnológica, o clube torna-se referência no esporte para os associados, parceiros, e brasileiros.


 Fábrica de roupas da Igreja doa 600 mil máscaras ao Governo do Estado de São Paulo

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.