Header Ads

Em apoio ao mês da amamentação, Hospital São Camilo ilumina suas fachadas de dourado

 Ação visa conscientizar a população sobre os benefícios do aleitamento materno para a saúde física e mental da mãe e do bebê

AMANHECER DA NOTICIAS

Com o objetivo de ajudar a promover e incentivar o aleitamento materno, a Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo adere à Campanha Mundial de Amamentação iluminando as fachadas das unidades Santana, Ipiranga e Pompeia de dourado durante todo o mês de agosto.


O Dia Mundial da Amamentação (1º de agosto) é o marco para uma série de ações realizadas por entidades de saúde em diversos países. A relevância da causa e sua influência no bom desenvolvimento da saúde levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a estabelecer a primeira semana (de 1 a 7) como a Semana do Aleitamento Materno.


A Instituição também abordará o tema no decorrer do mês, divulgando conteúdos sobre o tema em suas redes sociais e canais de comunicação interna, promovendo o debate e a informação a todos os seus públicos.


Segundo dados de pesquisas realizadas pela Organização das Nações Unidas (ONU), apenas 38,6% das crianças brasileiras são alimentadas exclusivamente com leite materno nos primeiros seis meses de vida.


Dr. Hamilton Robledo, pediatra da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo, reforça a recomendação da entidade sobre a importância da amamentação para o desenvolvimento saudável da criança.


O médico, que também integra o Departamento Científico de Aleitamento Materno da Sociedade de Pediatria São Paulo (SPSP), explica que o leite materno é o alimento mais completo para as crianças, atendendo a todas as necessidades nutricionais necessárias.


“O leite da mãe é a primeira vacina do bebê, contribuindo para reduzir a mortalidade infantil nos primeiros 5 anos de vida em 13%”, frisa.


O especialista destaca, a seguir, as principais vantagens da amamentação tanto para a mãe quanto para o bebê. Confira!


Para o bebê


- Reduz cólicas devido à sua fácil digestão;


- Previne anemia, sendo rico em ferro;

- Reduz o risco de desenvolvimento de doenças respiratórias como bronquiolites, asma, gripes e resfriados;


- Fortalece o sistema imunológico, prevenindo quadros de infeções;


- Ajuda no desenvolvimento adequado da arcada dentária, evitando problemas na fala e com a respiração;


- Previne raquitismo e doenças reumáticas;


- Evita problemas gastrointestinais, pois protege a mucosa intestinal;


- Diminui risco de desenvolvimento de alergias alimentares, como à proteína do leite de vaca, por exemplo;


- Contribui para o desenvolvimento intelectual.



Para a mãe


- Ajuda a prevenir doenças como osteoporose e o câncer de mama, do endométrio e do ovário;


- Auxilia na perda de peso após o parto;


- Previne hemorragias no útero e anemia;


- Diminui riscos de desenvolver diabetes e doenças cardíacas.


Além desses benefícios, o pediatra do Hospital São Camilo também explica que o ato de amamentar contribui para o fortalecimento do vínculo afetivo entre a mãe e o bebê.


“O leite materno é tão importante que a ONU e a Organização Pan-Americana de Saúde [Opas], apoiadas pela Sociedade Brasileira de Pediatria, recomendam iniciar a amamentação nos primeiros 60 minutos de vida, como forma exclusiva de alimentação até 6 meses de idade e de maneira complementar, quando possível, até os 2 anos de idade”, destaca.


Rede de Hospitais São Camilo


A Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo é composta por três hospitais modernos na capital, nos bairros da Pompeia, Santana e Ipiranga, e um em Cotia, acreditados pela Joint Commission International (JCI), Himss e Qmentum Diamante.


As unidades prestam atendimentos de emergência e eletivos em mais de 60 especialidades, cirurgias de alta complexidade e transplantes de medula óssea, além de oferecerem cerca de 800 leitos e um quadro clínico de mais de 4,3 mil médicos qualificados.


Os quatro hospitais privados da Rede subsidiam as atividades de outras 40 unidades administradas pela Sociedade Beneficente São Camilo e que atendem pacientes do SUS (Sistema Único de Saúde) em 15 estados brasileiros. No Brasil desde 1922, a Sociedade Beneficente, que pertence à Ordem dos Ministros dos Enfermos, fundada por Camilo de Lellis, conta ainda com 25 centros de educação, dois colégios e três centros universitários.


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.