Header Ads

Suporte de pais e rede de apoio é fundamental para o sucesso da amamentação

Pesquisa revela que as mulheres que recebem apoio do parceiro têm maior probabilidade de iniciar e continuar amamentando por mais tempo


AMANHECER DA NOTICIAS

A amamentação é uma das maiores expectativas da mulher enquanto gestante, mas nem sempre é um processo fácil após o nascimento do bebê. De acordo com a enfermeira pediatra e consultora em aleitamento materno parceria de Philips Avent, Eneida Souza, amamentar é um grande aprendizado para a mãe e o bebê. "O fato de gestar e poder amamentar por meio de seu próprio corpo faz da mulher a protagonista nesta jornada com os filhos, mas estudos revelam que, a participação ativa e o apoio¹ do pai é fundamental para o estabelecimento da amamentação, aumentando ainda a probabilidade de iniciar e prolongar este processo", revela a especialista.

Hoje, vivemos um cenário diferente de anos atrás. É perceptível que uma grande parcela dos homens já se mostra mais participativa com os cuidados dos filhos. Mas, de acordo com uma pesquisa global, realizada por Philips Avent em 2019, no cenário internacional, 81% dos pais gostariam de estar mais envolvidos no período de amamentação. No Brasil, esta realidade atinge um percentual menor (77,93%), embora 72,18% dos companheiros afirmarem estar envolvidos em confortar e cuidar do bebê.

O estudo revela ainda que 88,69% das mães brasileiras acreditam que são necessárias mais informações sobre como os parceiros podem apoiá-las nesse período de amamentação para tornar essa fase mais fácil. "De fato, há um gap nesse processo onde as mães precisam de ajuda e os pais estão dispostos a auxiliá-las, porém, em muitos casos, os parceiros não sabem como podem contribuir para tornar a fase do aleitamento materno mais leve e fácil para as mulheres", explica Eneida.

Diante dessas estatísticas, é fundamental fomentarmos conversas com as famílias e disseminarmos informações a fim de esclarecer as diversas formas de auxílio à mulher após a chegada do bebê e durante o processo da amamentação. Segundo Eneida, o suporte emocional às mães já traz excelentes resultados nesta fase.

"Estar ao lado da mulher durante as mamadas, dar apoio emocional e incentivá-la, faz com que ela não se sinta sozinha e consiga enfrentar os desafios mais facilmente. Levar um copo de água, cuidar da arrumação da casa ou preparar a refeição são outras atividades simples que tanto o pai como a rede de apoio podem fazer", complementa a profissional.

Órgãos como a Organização Mundial da Saúde (OMS), a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) e Unicef recomendam a amamentação exclusiva nos primeiros seis meses de vida, no entanto, apenas 39% das mães conseguem atingir esta meta.

Pensando nisso, durante todo o ano e, em específico, na Semana Mundial do Aleitamento Materno, que acontece de 1 a 7 de agosto e que promove a amamentação, Philips Avent desenvolverá ações e terá uma comunicação voltada não apenas a mãe, mas para toda a família, mostrando que todos podem ser protagonistas nesta incrível jornada do aleitamento materno. Em seu perfil nas redes sociais, a marca premium de puericultura leve passa a compartilhar conteúdos educativos e a dar espaço a histórias e personagens reais com o intuito de gerar identificação e acolher pais e mães neste momento tão importante da vida.

"Entendendo os desafios do aleitamento materno para ambos os pais, a Philips Avent está empenhada em compartilhar conhecimento e fornecer soluções que possam apoiar o processo para todos os envolvidos. Nossos esforços estão diretamente ligados ao desenvolvimento contínuo de inovações que façam a diferença na vida das pessoas e promovam a saúde - health living", conta Marina Bastos, gerente de Marketing de Philips Avent.

Ao ajudar os pais a abraçar todos os desafios com confiança, a Philips Avent espera incentivar a amamentação por mais tempo.

Sobre a Royal Philips

Royal Philips é uma empresa líder em tecnologia da saúde, focada em melhorar a qualidade de vida das pessoas e em permitir melhores resultados por meio do ciclo completo da saúde, que envolve desde vida saudável e prevenção, até diagnóstico, tratamento e cuidados domiciliares. A Philips utiliza tecnologia avançada e profundos conhecimentos clínicos, assim como as perspectivas dos consumidores para oferecer soluções integradas. A empresa, com sede na Holanda, é líder em diagnóstico por imagem, terapia guiada por imagem, monitoração de pacientes, informática voltada à saúde, cuidados domésticos e saúde do consumidor. Em 2019, o segmento de tecnologia de saúde da Philips alcançou 19,5 bilhões de euros em vendas e emprega cerca de 80 mil colaboradores de vendas e serviços em mais de 100 países. Para obter mais informações sobre a Philips, acesse: http://www.philips.com/newscenter

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.