Header Ads

São Paulo, quente, seca e poluída

Quando poderá chover um pouco?


AMANHECER DA NOTICIAS

Instituto Nacional de meteorologia registrou 27,3°C de temperatura máxima na cidade de São Paulo  nesta quarta-feira, 22 de julho. Esta é uma temperatura bastante elevada para um dia julho na capital paulista e ficou quase 5°C acima da média climatológica da temperatura máxima que é de 22,4°C.

Calor de 27 graus não é muito comum em São Paulo durante o mês de julho. No ano passado, a temperatura chegou a 27,5°C no dia 26/7/2019.



Além de quente, São Paulo ficou mais poluída e teve outro dia bem seco. A Cetesb registrou qualidade do ar ruim em alguns locais da cidade. Segundo o INMET, a umidade relativa do ar baixou para 28% durante a tarde.

Mais calor nesta quinta

Nesta quinta-feira, 23, a população da Grande São Paulo vai sentir um calor ainda maior para um dia de inverno. A temperatura deve subir um pouco mais e bater no dígito de 28°C. Com esta marca, a comparação do calor fora do normal vai ser com julho de 2018 que foi muito quente na cidade de São Paulo, com vários dias com temperatura em torno dos 28°C.



O tempo seco e quente será sentido em todo o estado de São Paulo e por enquanto, nada de chuva. A sexta-feira também será quente e seca em todo o estado.

Frente fria fraca

Uma frente fria vai passar pelo litoral paulista no fim de semana, mas não terá força para provocar chuva. Tem previsão de aumento de nebulosidade no leste do estado, onde está a Grande São Paulo, mas só o litoral deve ter algum chuvisco.



Quando chove?

A chance de chover vai ficar para o fim do mês, na virada para a agosto, com a passagem de uma frente fria mais forte sobre o Sudeste do Brasil.

Sobre a Climatempo

Com solidez de 30 anos de mercado e fornecendo assessoria meteorológica de qualidade para os principais segmentos, a Climatempo é sinônimo de inovação. Foi a primeira empresa privada a oferecer análises customizadas para diversos setores do mercado, boletins informativos para meios de comunicação, canal 24 horas nas principais operadoras de TV por assinatura e posicionamento digital consolidado com website e aplicativos, que juntos somam 20 milhões de usuários mensais.

Em 2015, passou a investir ainda mais em tecnologia e inovação com a instalação do LABS Climatempo no Parque Tecnológico de São José dos Campos (SP). O LABS atua na pesquisa e no desenvolvimento de soluções para tempo severo, energias renováveis (eólica e solar), hidrologia, comercialização e geração de energia, navegação interior, oceanografia e cidades inteligentes. Principal empresa de consultoria meteorológica do país, em 2019 a Climatempo uniu forças com a norueguesa StormGeo, líder global em inteligência meteorológica e soluções para suporte à decisão.

A fusão estratégica dá à Climatempo acesso a novos produtos e sistemas que irão fortalecer ainda mais suas competências e alcance, incluindo soluções focadas nos setores de serviços de energia renovável. O Grupo segue presidido pelo meteorologista Carlos Magno que, com mais de 35 anos de carreira, foi um dos primeiros comunicadores da profissão no país.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.