Header Ads

IZ comemora 115 anos levando à mesa do consumidor o que há de melhor em tecnologia de produção animal transferida ao produtor rural


Instituto da Secretaria de Agricultura apresentará ao público a pesquisa científica que envolve cada cadeia de proteína animal


AMANHECER DA NOTICIAS

A refeição do nosso dia a dia está, sem dúvida, vinculada a ciência e tecnologia, difundidas pelos Institutos de Pesquisa em agropecuária que têm papel primordial nos alimentos consumidos pela população. Por isso, para comemorar os 115 anos de fundação, o Instituto de Zootecnia (IZ-APTA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, realizará eventos ao vivo pelas redes sociais, abordando o tema "Como o IZ chega à sua mesa", com a participação do secretário da pasta, de pesquisadores e de parceiros do mercado agropecuário. O evento tem início com live em 15 de julho. Nos dias 16 e 17 de julho ocorrerão três webinários, em três horários, transmitidos ao vivo via Youtube, em parceria com a Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa do Agronegócio (Fundepag).

Para expor o trabalho, quarta-feira, 15/7, às 17h, o secretário de Agricultura e Abastecimento, Gustavo Junqueira, juntamente com o diretor técnico de departamento do IZ, Luiz Ayroza, irão contextualizar os 115 anos, abordando o tema "Como o IZ chega à sua mesa", por meio de três cadeias produtivas - carne, leite e aves e ovos.

Participam também do encontro online, os convidados, pecuarista Oswaldo Furlan Junior, presidente do Grupo Pecuária Brasil (GPB) e proprietário da Agropecuária OFJ, e Karla Camargo, diretora de Relações Governamentais da Boehringer Ingelheim Saúde Animal.

A live sobre as cadeias produtivas visa abordar a importância econômica e os resultados das pesquisas científicas que beneficiam o produtor rural e a sociedade consumidora dos produtos agropecuários e de seus derivados.

A Cadeia Produtiva da Carne será representada pela diretora e pesquisadora do Centro Avançado de Pesquisa de Bovinos de Corte, Joslaine Noely dos Santos Gonçalves Cyrillo, zootecnista com atuação em melhoramento genético de bovinos de corte.

Representando a Cadeia Produtiva Leite, o diretor e pesquisador do Centro de Pesquisa de Bovinos de Leite, Luiz Carlos Roma Júnior, engenheiro agrônomo, com atuação em qualidade do leite.

Para abordar sobre a Cadeia Produtiva de Aves e Ovos, o zootecnista José Evandro de Moraes, pesquisador do Centro de Pesquisa de Zootecnia Diversificada, com atuação na área de avicultura.

Ayroza salienta que o IZ procura sempre se adequar e transferir os avanços científicos e tecnológicos ao produtor rural, buscando viabilizar a sustentabilidade e o bem-estar animal nos modelos de produção existentes. "Pesquisas científicas e tecnológicas são fundamentais, pois oferecem oportunidades e inovações aos produtores e podem ser utilizadas em todo o País."

"Atualmente, estamos dando continuidade aos projetos relativos às áreas estratégicas de pesquisa no IZ: Produção sustentável de carne; Produção sustentável de leite; e Sistemas integrados de produção agropecuária. Ao mesmo tempo estamos implantando uma nova organização e funcionamento do sistema de pesquisa, desenvolvimento e inovação da APTA, aderente com a proposta de reestruturação da Secretaria, que tem por objetivo melhorar a eficiência da gestão pública", destaca Ayroza.

Ao considerar os 115 anos de atividades do Instituto, pode-se dizer que tem muito da tecnologia IZ aplicada no cotidiano de cada cidadão. Do campo às mãos das famílias paulistas e brasileiras, a inovação na área de produtos e produção animal tem melhorado o acesso à alimentação saudável e de qualidade, seja no café da manhã, no almoço ou no jantar. Além de reflexos no mercado internacional, já que os resultados ultrapassam as fronteiras com a exportação brasileira.

Diante do novo cenário, que nos mantém distantes por conta da Covid-19, o Instituto de Zootecnia tem buscado meios de estar mais próximo dos produtores rurais e da sociedade, dando continuidade às suas atividades essenciais com dinamismo. Por isso, este ano, de modo diferente, o Instituto propagará seus resultados com diversas atividades online.

Bovinos de corte, leite e pastagens

Os webinários abordarão temáticas sobre a importância e resultados da genética na produção de carne, produtividade e qualidade das pastagens, inovação na qualidade do leite e a importância econômica ao produtor e consumidor final.

Na quinta-feira, 16/07, às 10 horas, será o webinar sobre a cadeia produtiva Carne, com o tema "Contribuição da genética na produção de Carne", abordado pela pesquisadora Maria Eugênia Zerlotti Mercadante, do Centro Avançado de Pesquisa de Bovinos de Corte, e o convidado Ricardo Abreu, gerente de Fomento da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ).

No mesmo dia, às 14h, haverá o webinar sobre pastagens nas cadeias produtivas. O tema "A importância da produtividade e qualidade das pastagens para a cadeia produtiva" será debatido por Waldssimiler Teixeira de Mattos, pesquisador científico do Centro de Pesquisa de Nutrição Animal e Pastagens e pelo gerente de Desenvolvimento de Mercado da Fertiláqua, parceiro de projetos com o IZ, Deyvid Rodrigues Bueno.

Na sexta-feira, 17/07, às 10h ocorrerá o webinar sobre a cadeia produtiva Leite. O tema "Inovação na qualidade do Leite" contará com os pesquisadores Luiz Carlos Roma Júnior, diretor do Centro de Pesquisa de Bovinos de Leite, e Flávia Fernanda Simili, diretora do Laboratório de Referência em Qualidade do Leite do IZ, com a participação do editor da Revista Balde Branco, João Antônio dos Santos.

A série de webinários será via Zoom com transmissão ao vivo pelo canal do Youtube da Secretaria de Agricultura em parceria com a FUNDEPAG, após as apresentações haverá espaço para perguntas dos participantes. Para assistir ao vivo acesse o link http://bit.ly/Live115anosIZ

Missão e pesquisas

Com mais de um século de trabalho pela pecuária, visando elevar a produtividade, a eficiência e o bem-estar animal, o IZ é pioneiro na pesquisa científica mundial com Produção Animal Sustentável. A instituição destaca-se pela geração de uma série de benefícios ao meio científico, ao meio técnico e aos produtores.

O IZ tem por missão desenvolver e transferir tecnologia e insumos para a sustentabilidade dos sistemas de produção animal.

Com unidades localizadas em áreas estratégicas do estado de São Paulo, o IZ é dividido em cinco Centros de Pesquisa, onde atuam 44 pesquisadores científicos com mestrado, doutorado e pós-doutorado, e 108 servidores, dentre assistentes, técnicos auxiliares e oficiais de apoio à pesquisa científica e tecnológica. Mantém atualmente mais de 30 parceiros entre empresas, indústrias, frigoríficos e produtores. Tem em estudo 61 projetos de pesquisas, com diversos artigos científicos publicados.

O IZ tem idealizado o Plano de Desenvolvimento Institucional em Pesquisa do IZ (PDIP/IZ), no qual foram priorizadas três áreas estratégicas: Produção sustentável de leite [Programa Leite Mais]; Produção sustentável de carne [Programa de seleção de bovinos de corte, e Programa de seleção de ovinos Santa Inês]; Sistemas integrados de produção agropecuária [Programa de produção animal em sistemas integrados], todas alinhadas com a missão institucional, com os programas estratégicos da SAA e com as políticas públicas do estado de São Paulo.

As áreas estratégicas visam criar novos conhecimentos, aumentar a cooperação científica e tecnológica em pesquisa com outras instituições de referência e aumentar qualitativa e quantitativamente a capacidade institucional para inovação.
De acordo com o balanço de janeiro de 2018 a abril de 2020 do PDIP/IZ, as três áreas estratégicas, estão atuando com cerca de 30 pesquisadores, tendo publicado 171 artigos científicos na íntegra, juntos mantêm um total de 59 contratos de projetos de pesquisa, que somam o total de R$ 3.265.123,59.

O Plano recebeu o aporte financeiro da FAPESP no valor de R$ 11.692.479,98, que está sendo aplicado na modernização dos laboratórios, na compra de equipamentos, em bolsas de treinamentos no exterior, para pesquisador visitante, pós-doc e jovem pesquisador.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.