Header Ads

Microcamp volta a investir em marketing esportivo e publicidade

Em época de crise, a estratégia visa cravar a marca num segmento que cresce a cada dia


AMANHECER DA NOTICIAS

Na contramão dos estudos que apontam uma queda de 30% a 60% nos gastos das empresas com publicidade este ano por causa da pandemia do coronavirus, a Microcamp, rede das escolas de Tecnologia e Inglês, decidiu voltar a investir. A estimativa é investir R$ 700 mil até o final do ano em ações de marketing e publicidade.

A primeira iniciativa nesse sentido, foi o patrocínio do Gaming Culture Invitational, torneio misto de games, ocorrido no último sábado, 30 de maio, com transmissão ao vivo na Twitch oficial da Gaming Culture. Além de incentivar a modalidade, que está crescendo no Brasil com a formação de atletas e equipes profissionais, a ideia da Microcamp é cravar a marca na área de eSports, mercado que atraiu 453,8 milhões de espectadores e movimentou, no mundo todo, US$ 1,1 bilhão em 2019 e deve se aproximar do US$ 1,5 bilhão este ano. A empresa também planeja formar equipes de eSports entre seus alunos.

Outra estratégia da Microcamp com esta ação, foi atrair a atenção do público que deseja se especializar no setor de games. "Só no ano passado, o faturamento da indústria de games movimentou mais de US$ 120 bilhões, mostrando ser um mercado com potencial de crescimento e investimento, por isso, a formação de profissionais capacitados é altamente lucrativa", analisa Davi Tuffi, CEO da Microcamp, rede que ministra cursos de criação e desenvolvimento de games, entre outros na área de tecnologia.

Para o CEO, o investimento em publicidade ajuda as empresas não só a sobreviver na crise, mas também a crescer ainda mais após esse período. "Precisamos estar atentos ao comportamento e às tendências do mercado e aproveitar as oportunidades que surgem. No momento, os eSports podem ser uma estratégia para criar relacionamento com nosso público, para fortalecer nossa marca neste universo que interessa muito à Microcamp", avalia Davi Tuffi.

Patrocínios: tradição na Microcamp
O patrocínio sempre foi uma estratégia de comunicação na Microcamp, que ao longo de sua história, procurou associar a marca a ações de interesse público seja na área esportiva, cultural e social.

Na área esportiva, uma das primeiras iniciativas marcantes foi em 1993, com o patrocínio do jovem piloto de automóveis Marcelo Batistuzzi, que aos 17 anos sagrou-se vice-campeão brasileiro de Fórmula Ford. Também já investiu de forma incisiva no basquete brasileiro. Numa experiência inédita no basquete brasileiro, em 1996, criou um time que abrangeu todas as categorias esportivas do pré-mirim ao adulto. A equipe adulta foi formada com as armadoras Paula e Branca, a lateral Adriana, e a pivô Claudia Pastor, na época, todas da Seleção Brasileira, que trouxeram a medalha de prata, disputada nas Olimpíadas de Atlanta, nos Estados Unidos, em 1996. No ano seguinte, em 1997, a equipe Microcamp sagrou-se campeã Paulista de Basquete Feminino.

Com o fim da equipe feminina de basquete, em 1998, a Microcamp voltou-se para o basquete masculino, com a contratação de Oscar Schmidt, que havia procurado a empresa em busca de parceria para seu time de basquete, que já contava com apoio da Universidade Mackenzie de São Paulo e da prefeitura de Barueri.
Também patrocinou por vários anos, as equipes de basquetes sobre rodas. Inicialmente com o GEDAI (Grupo Esportivo Deficiente Ação e Integração) e depois com o GADECAMP (Grupo de Amigos Deficientes Esportistas de Campinas).
Em 2002, também patrocinou a ginasta Daniele Hypólito, que conquistou a medalha de ouro na Alemanha, durante a 1ª etapa da copa do Mundo de Ginástica Olímpica.

Para Davi Tuffi, ao patrocinar o torneio de e-Sport, a Microcamp está revivendo sua tradição de apoiar o esporte brasileiro. E não pretende parar aí. Também vai retomar investimentos em outras ações de publicidade já a partir deste mês de junho.

Sobre a Microcamp
A Microcamp é referência na área de educação tecnológica no Brasil. Oferece cursos de informática, hardware e robótica, games e inglês. Em 43 anos de mercado, já formou mais de dois milhões de alunos no Brasil e no exterior (Portugal, Espanha e Argentina). Atualmente possui cerca de 60 mil alunos matriculados em suas 69 unidades. Além dos conhecimentos técnicos de cada curso, os alunos Microcamp desenvolvem competências e habilidades que os motivam a ter uma atitude empreendedora para conquistar objetivos pessoais e profissionais.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.