Header Ads

Como não ser vítima de roubo ou vazamento de dados ao utilizar aplicativos de relacionamento

ESET compartilha dicas para aproveitar as facilidades dos apps sem colocar informações pessoais em risco


 Dia Mundial da Doação de Sangue

Os aplicativos de relacionamento têm sido cada vez mais usados nos últimos anos, seja para quem busca algo sério ou para os que querem aproveitar um curto período de tempo com outra pessoa. Neles, há quem faça o perfil mais "misterioso" e aqueles que já vão logo compartilhando tudo sobre si mesmos. Mas, cuidado! A ESET, empresa líder em detecção proativa de ameaças, alerta que é preciso estar atento às informações que são compartilhadas dentro das plataformas.

Antes de mais nada, tenha cuidado com as informações sobre você mesmo que você vai disponibilizar na plataforma. É preferível usar um pseudônimo em vez do nome completo, para evitar que a outra pessoa encontre mais informações pessoais sobre você. Além disso, não é recomendado o fornecimento de dados sobre formação ou local de trabalho, a fim de manter a privacidade do usuário até que seja confiável falar mais abertamente sobre esses tópicos.

"As informações pessoais precisam estar seguras, pois há cibercriminosos atentos ao que os usuários publicam nas redes de relacionamentos apenas para implementar seus ataques e fazer mais vítimas. Se aproveitando da euforia que as pessoas acabam ficando ao procurar um par para comemorar uma data especial", comenta Daniel Cunha Barbosa, especialista em segurança da informação e pesquisador da ESET no Brasil.

Mas engana-se quem pensa que o risco está apenas nas informações que ficam compartilhadas na parte "pública" do perfil. É fundamental ter cuidado durante conversas com outras pessoas e ficar atento a alguns tipos de comportamento que podem indicar que aquele pretendente é, na verdade, alguém tentando roubar seus dados ou vazar informações pessoais na rede.

Abaixo, listamos algumas dicas para o uso desses apps com segurança:

• Atente-se: não são poucos os exemplos de usuários que relatam que após uma breve conversa nos apps de relacionamento são convidados a continuar o diálogo fora dali. Geralmente, a pessoa insiste para que o pretendente envie fotos do momento atual, contendo informações sobre o lugar onde ele está, alguns detalhes sobre o que ele gosta e como leva a vida, para que seja possível obter mais dados privados da vítima em potencial;

• Desconfie: tenha cuidado com as atitudes do seu pretendente. Existem casos de pessoas que receberam presentes após um curto tempo de conversa nas redes sociais, em uma espécie de surpresa. Por isso, não forneça informações sobre seu endereço pessoal ou do local onde você trabalha se você ainda não tiver se encontrado pessoalmente com o outro indivíduo;

• Pesquise: se você receber imagens ou vídeos do que seria seu crush, faça uma rápida busca na web para se certificar de que as imagens são verdadeiras;

"É compreensível que os usuários acabem se deixando levar pela ansiedade em conhecer alguém especial, principalmente em uma data tão significativa para quem se sente mais carente. Porém, é justamente nesses momentos que os cibercriminosos se aproveitam, tirando vantagem conquistar a confiança da pessoa que está do outro lado da tela e, com isso, ter acesso a informações pessoais sigilosas, como endereço, círculo familiar e de amizade da vítima e até dados bancários. O que queremos é que as pessoas possam aproveitar esse momento para se conhecerem, mas mantendo a privacidade e a segurança", finaliza Barbosa.

Dessa forma, a ESET alerta para algumas medidas de segurança que podem ser implementadas em todos os dispositivos para evitar tais ameaças:

• Mantenha sistemas operacionais dos dispositivos que você utiliza sempre atualizados;

• Tenha uma solução de segurança no seu computador pessoal, smartphone e em qualquer outro equipamento que você usa em casa ou no trabalho;

• Utilize o duplo fator de autenticação nos aplicativos que dispõem deste recurso;

• Nunca forneça informações pessoais a desconhecidos;

• Não abra ou clique em links suspeitos, mesmo se eles forem enviados por pessoas que você conhece.

Para te ajudar a ficar em casa

A ESET aderiu à campanha #FiqueEmCasa, oferecendo proteção para dispositivos e conteúdos que ajudam os usuários a aproveitar os dias em casa e garantir a segurança dos pequenos enquanto se divertem online em meio à pandemia.

No site, os usuários podem ter acesso a: ESET INTERNET SECURITY grátis por 3 meses para proteger todos os dispositivos domésticos, Guia de Teletrabalho, com práticas para trabalhar em casa sem riscos, Academia ESET, para acessar cursos online que auxiliam a tirar mais proveito da tecnologia e o DigiPais, para ler conselhos sobre como acompanhar e proteger crianças na web.

Para saber mais sobre segurança da informação, entre no portal de notícias da ESET: http://www.welivesecurity.com/br/

Sobre a ESET

Desde 1987, a ESET® desenvolve soluções de segurança que ajudam mais de 100 milhões de usuários a aproveitar a tecnologia com segurança. Seu portfólio de soluções oferece às empresas e consumidores de todo o mundo um equilíbrio perfeito entre desempenho e proteção proativa. A empresa possui uma rede global de vendas que abrange 180 países e possui escritórios em Bratislava, San Diego, Cingapura, Buenos Aires, Cidade do México e São Paulo. Para mais informações, visite http://www.eset.com/br ou siga-nos no LinkedIn, Facebook e Twitter .

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.