Header Ads

Artesp promove ações de prevenção de acidentes na Operação Corta Fogo

Concessionárias que gerenciam as rodovias paulistas atuarão com medidas de conscientização e campanhas educativas


AMANHECER DA NOTICIAS

 A Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) e as 20 concessionárias que integram o Programa de Concessões Rodoviárias participam, a partir desta segunda-feira (1º), da Operação Corta Fogo, programa estadual de prevenção e combate às queimadas coordenado pela Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente (SIMA). As ações têm como objetivo conscientizar motoristas, intensificar o monitoramento em áreas de maior incidência de focos de incêndio e realizar medidas preventivas contra acidentes causados pela fumaça das queimadas.

Com a proximidade do inverno, época caracterizada por ser mais seca, há tendência de aumento na propagação de incêndios e os trechos rodoviários são diretamente afetados devido à vegetação que margeia as estradas. A fumaça diminui a visibilidade representando risco à segurança dos motoristas. Segundo levantamento da Artesp, a partir de informações das concessionárias, em 2019, foram contabilizadas e atendidas 5.439 ocorrências de queimadas, das quais 3.258 (60%) aconteceram no período entre junho e setembro. O mês mais crítico foi o de agosto com o registro de 997 casos.

Este ano, as ações promovidas pela Artesp contemplarão campanhas de conscientização, entre os meses de junho e outubro, com mensagens educativas e de alertas, inseridas nos painéis eletrônicos distribuídos pela malha rodoviária. As mensagens aos usuários serão: "Operação Corta Fogo: Prevenir é melhor do que apagar", "Operação Corta Fogo: Soltar balão é crime ambiental" e "Operação Corta Fogo: Incêndio? Ligue 0800 (concessionária)". A iniciativa também será divulgada nas redes sociais.

"A ideia da nossa campanha, junto das concessionárias que administram as rodovias, é oferecer ao motorista maior segurança durante suas viagens", destaca Pedro Umberto Romanini, superintendente de Meio Ambiente da Artesp. "A conscientização é fundamental, sobretudo neste período mais seco quando as queimadas são mais constantes, pois além de contribuir na preservação do meio ambiente, certamente, salvará vidas."

Para agilizar o combate às queimadas, as concessionárias realizam inspeções com viaturas operacionais equipadas com abafadores, que podem ser utilizados em casos de pequenos focos de incêndio evitando a propagação das chamas. Caminhões pipa e tanques rebocáveis também ficam de prontidão em pontos estratégicos para contribuir no enfrentamento ao fogo.

Além da Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente (SIMA), a Operação Corta Fogo envolve diversos órgãos estaduais, tais como o Corpo de Bombeiros, a Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil (CEPDEC), a Polícia Militar Ambiental (PAmb), a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB), a Fundação Florestal (FF) e o Instituto Florestal (IF).

Queimadas

Uma das principais causas de queimadas que atingem a vegetação às margens das rodovias é o lançamento de pontas de cigarro. Em contato com a vegetação seca, as "bitucas" acesas servem de ignição para iniciar um incêndio.

O lançamento de balões é outro fator de risco. Mesmo sendo crime ambiental, há aumento na prática nesta época do ano, o que causa danos não apenas nas áreas verdes, mas também em regiões urbanas. Para que este crime seja combatido, é essencial a participação da população por meio de denúncias, que podem ser feitas pelos telefones 190 (Polícia Militar) ou 181 (Disque-Denúncia).

Outras possíveis causas são: queima de lixo, fogueiras ou a utilização de fogo para limpeza de terrenos ou fins agrícolas, de forma não autorizada. Nas faixas de domínio das rodovias, boa parte dos focos é provocada pela própria população vizinha à estrada, principalmente nas áreas mais próximas aos aglomerados urbanos.

Dicas de segurança

Caso o motorista se depare com uma situação de queimada na rodovia a recomendação é avisar imediatamente o Corpo de Bombeiros, ligando para o 193, e também para o número 0800 da concessionária responsável pela rodovia. Além disso, é importante adotar medidas de segurança, tais como:

- Fechar os vidros do veículo;

- Manter distância segura do veículo da frente;

- Trafegar com farol baixo aceso;

- Não ligar o pisca alerta com o veículo em movimento;

- Não parar na faixa de rolamento.



Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.