Header Ads

Ar frio enfraquece e Região Sudeste esquenta

A forte queda da temperatura que ocorreu na Região Sudeste foi causada uma grande a forte massa de ar frio de origem polar, que começou a influenciar o Brasil no dia 6 de maio.


POR AMANHECER DA NOTICIAS

No fim de semana, 9 e 10 de maio, o centro desta massa de ar frio, que é a região onde o frio é mais intenso, passou pelo litoral da Região Sudeste.

O resfriamento foi sentido em todos os estados e pode-se dizer que este foi o fim de semana mais frio de 2020, até agora. Todos os estados registraram temperaturas abaixo dos 10°C na madrugada de 10 de maio.

Confira as menores temperaturas em cada estado do Sudeste em 10/5/2020

Caldas (MG): 3,4°C

Campos do Jordão (SP): 4,7°C

Nova Friburgo/Salinas (RJ): 8,2°C

Venda Nova do Imigrante (ES): 8,5°C

A tendência é de aquecimento nos próximos dias, de forma geral, na Região Sudeste, porém na madrugada desta segunda-feira, 11 de maio, ainda há alguma possibilidade de novo recorde de frio para São Paulo, Belo Horizonte e para o Rio de Janeiro.

As noites e o amanhecer na Região Sudeste ainda serão frios até a terça-feira, 12 de maio, mas as tardes ficam mais quentes ao longo da semana. A sensação é até de calor à tarde em áreas externas, mas muita gente ainda vai sentir um friozinho dentro de casa.

Semana começa seca e termina com chuva

Toda a Região Sudeste fica ensolarada e seca até a terça-feira, 13 de maio. Nas horas mais quentes do dia, o nível de umidade no ar fica baixa, em torno dos 30% em grande parte da Região.

Na quarta-feira, 13, o sol ainda estará forte em todo o Sudeste, mas uma frente fria começa a provocar pancadas de chuva a partir da tarde em algumas regiões do estado de São Paulo.

Durante a quinta-feira, 14 de maio, a chuva desta frente fria chega ao Rio de Janeiro, ao Sul de Minas e à Zona da Mata Mineira.

Na sexta-feira, 15, a nova frente fria deve atingir Belo Horizonte, o leste de Minas e também o Espírito Santo.

Sobre a Climatempo

Com solidez de 30 anos de mercado e fornecendo assessoria meteorológica de qualidade para os principais segmentos, a Climatempo é sinônimo de inovação. Foi a primeira empresa privada a oferecer análises customizadas para diversos setores do mercado, boletins informativos para meios de comunicação, canal 24 horas nas principais operadoras de TV por assinatura e posicionamento digital consolidado com website e aplicativos, que juntos somam 20 milhões de usuários mensais.

Em 2015, passou a investir ainda mais em tecnologia e inovação com a instalação do LABS Climatempo no Parque Tecnológico de São José dos Campos (SP). O LABS atua na pesquisa e no desenvolvimento de soluções para tempo severo, energias renováveis (eólica e solar), hidrologia, comercialização e geração de energia, navegação interior, oceanografia e cidades inteligentes. Principal empresa de consultoria meteorológica do país, em 2019 a Climatempo uniu forças com a norueguesa StormGeo, líder global em inteligência meteorológica e soluções para suporte à decisão.

A fusão estratégica dá à Climatempo acesso a novos produtos e sistemas que irão fortalecer ainda mais suas competências e alcance, incluindo soluções focadas nos setores de serviços de energia renovável. O Grupo segue presidido pelo meteorologista Carlos Magno que, com mais de 35 anos de carreira, foi um dos primeiros comunicadores da profissão no país.

A vacina da solidariedade

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.