Header Ads

Instituto EDP destina R$ 1 milhão para combater coronavírus em comunidades vulneráveis

Companhia vai destinar R$ 1 milhão para apoiar iniciativas contra a pandemia. Inscrições podem ser feitas até 10 de abril no site www.institutoedp.org.br

       © jpg


POR AMANHECER DA NOTICIAS

A EDP Brasil, empresa que atua em todos os segmentos do setor elétrico brasileiro, e a EDP Renováveis Brasil recebem inscrições, de 1 de abril a 10 de abril, para o edital EDP Solidária -- Covid 19, que vai selecionar iniciativas voltadas ao enfrentamento da pandemia do coronavírus em comunidades vulneráveis de todo o Brasil. Por meio do Instituto EDP, serão destinados R$ 1 milhão em recursos próprios para apoiar os projetos escolhidos. As candidaturas podem ser realizadas pelo site www.institutoedp.org.br.

Na semana passada, a EDP já havia anunciado a doação de outros R$ 6 milhões para a compra de respiradores para as UTIs dos hospitais públicos do Estado de São Paulo. A doação foi realizada por meio da organização social Comunitas, que arrecadou, no total, R$ 23,4 milhões, com 150 empresas.

Podem concorrer ao edital EDP Solidária -- Covid 19 entidades não governamentais, associações, startups, consultorias e prestadores de serviços, entre outros, que proponham soluções socioeconômicas contra os problemas gerados pela COVID-19, preferencialmente comunidades vulneráveis dentro da área de atuação da EDP no Brasil.

Os projetos devem estar focados em soluções como:

1) Apoio a públicos vulneráveis, com prioridade para comunidades de baixa renda/carentes, idosos e comunidades indígenas.

Serão consideradas ações e iniciativas que atendam às necessidades básicas/sanitárias desse público, como por exemplo:
Garantia do direito à alimentação, higiene e limpeza;
Saneamento básico;
Sensibilização da população.

Também são elegíveis projetos e ações que possibilitem a redução do impacto econômico resultante da crise:
Geração de trabalho e renda;
Soluções em economia colaborativa;
Valorização do empreendedorismo local.

2) Apoio ao combate, detecção e prevenção da pandemia

Serão considerados projetos com soluções para detectar e combater o coronavírus e para prevenir a população em geral.

Terão prioridade as ações voltadas aos municípios dos estados de São Paulo, Espírito Santo, Mato Grosso, Amapá, Ceará, Rio Grande do Sul e Tocantins. O resultado será divulgado no próximo dia 15 de abril e o repasse da verba será realizado no dia 16 do mesmo mês. Os projetos devem ter início imediato e o recurso investido poderá ser utilizado por até seis meses, contando a partir da data do repasse pelo Instituto EDP.

"Sabemos do quadro de desigualdade no País e da importância de iniciativas com foco nas comunidades mais carentes. O edital busca disponibilizar recursos para criar uma rede de proteção às pessoas mais vulneráveis aos efeitos da pandemia do coronavírus", afirma Luis Carlos Gouveia, diretor do Instituto EDP.

Doação e ações internas

A doação de R$ 6 milhões feita pela EDP ao Governo de São Paulo é equivalente à oferta de 25% de todos os respiradores necessários para atender os leitos das UTIs dos hospitais públicos do Estado, o mais atingido pela crise do coronavírus, nesta primeira fase de reforço.

A iniciativa da multinacional no País se soma aos esforços feitos pela matriz em Portugal. A Empresa anunciou a doação de 50 respiradores, 200 monitores e equipamentos médicos a hospitais portugueses. A ação foi realizada em conjunto com a China Three Gorges (CTG).

No Brasil, a EDP possui um Comitê de Gestão de Crise para o coronavírus e desenhou um plano de contingência, antes mesmo da confirmação do primeiro caso no País. Desde fevereiro, o comitê tem se reunido remotamente todos os dias, inclusive aos fins de semana, se necessário. Dentre as iniciativas já realizadas pela Companhia estão: antecipação da vacinação contra a gripe H1N1 para colaboradores, implantação de regime total de trabalho home office nos escritórios, escalonamento e descentralização das equipes de campo e reforço das campanhas internas de informação.

Sobre o IEDP

Desde que foi fundado em 2009, o Instituto EDP investiu mais de R$ 100 milhões em projetos socioculturais, que beneficiaram cerca de 3 milhões de pessoas em cerca de 400 programas espalhados por todo o País. Somente em 2019, iniciativas apoiadas pela organização favoreceram 82 mil moradores das comunidades do entorno das áreas de atuação da Companhia. O Instituto EDP tem como responsabilidade estruturar os investimentos e as iniciativas sociais da EDP em frentes ligadas à valorização da Língua Portuguesa, à educação, ao desenvolvimento local com geração de renda, ao empreendedorismo e ao voluntariado, por meio do esporte, cultura e saúde.

Sobre a EDP no Brasil

Com mais de 20 anos de atuação, a EDP é uma das maiores empresas privadas do setor elétrico a operar em toda a cadeia de valor. A companhia, que tem mais de 10 mil colaboradores diretos e terceirizados, atua em Transmissão, Comercialização e Serviços de Energia, e possui seis unidades de geração hidrelétrica e uma termelétrica. Em Distribuição, atende cerca de 3,5 milhões de clientes em São Paulo e no Espírito Santo, além de ser a principal acionista da Celesc, em Santa Catarina. No Brasil, é referência em áreas como Inovação, Governança e Sustentabilidade, estando há 14 anos consecutivos no Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da B3.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.