Header Ads

FIDI reforça o quadro de profissionais para atender unidades de saúde

Oportunidades de início imediato buscam ampliar assistência às vítimas de coronavírus

         © jpg


POR AMANHECER DA NOTICIAS

A Fundação Instituto de Pesquisa e Estudo de Diagnóstico por Imagem (FIDI) – gestora de serviços de diagnóstico por imagem da rede pública – ampliando o atendimento às vítimas de coronavírus (Covid-19), busca temporariamente agentes administrativos, técnicos em radiologia (tomografia), auxiliares de enfermagem e enfermeiros para atuarem em suas unidades da rede pública de São Paulo.

As posições não exigem experiência e são para início imediato. Os candidatos às vagas de técnico em radiologia devem ser credenciados no Conselho Regional de Técnicos em Radiologia (CRTR), e auxiliares de enfermagem e enfermeiros devem ter o COREN ativo.

Os interessados devem se candidatar pelo site da Fundação (https://fidi.org.br/), no item “Trabalhe Conosco”, localizado no topo da página inicial, até dia 30 de abril. O salário é compatível com o mercado. Os benefícios incluem vale-transporte, vale-refeição, vale-alimentação, convênio médico e odontológico, seguro de vida, parceria com SESC, Gympass e Clube FIDI (clube de vantagens e parcerias da Fundação).

A FIDI é referência no setor de diagnóstico por imagem e foi fundada em 1985 por médicos professores integrantes do Departamento de Diagnóstico por Imagem da Escola Paulista de Medicina – atual Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP).

Sobre a FIDI

A Fundação Instituto de Pesquisa e Estudo de Diagnóstico por Imagem (FIDI) existe há mais de 30 anos e é responsável por gerir sistemas de diagnóstico por imagem na rede pública de saúde. Fundada em 1985 por médicos professores integrantes do Departamento de Diagnóstico por Imagem da Escola Paulista de Medicina – atual Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) –, a FIDI nasceu com o objetivo de prestar assistência à população, além de contribuir para o aprimoramento de médicos radiologistas por meio de programas de educação continuada, bolsas de estudo e cursos de especialização.

Com 2.500 colaboradores e um corpo técnico formado por mais de 500 médicos, a FIDI realiza anualmente 5 milhões de exames entre ressonância magnética, tomografia computadorizada, ultrassonografia, mamografia, raio-X e densitometria óssea. Desde 2006, a FIDI deixou de ser Instituto e passou a ser denominada Fundação. Em 2009 ganhou status de Organização Social, expandido sua atuação e hoje está presente em 85 unidades de saúde nos estados de São Paulo e Goiás, além de ter participado da primeira Parceria Público-Privada de diagnóstico por imagem na Bahia. As unidades Goiás e SEDI III receberam o selo de “Excelente Empresa Para se Trabalhar” (GPTW) em 2018 e 2019. Neste ano, a unidade de São Caetano do Sul elencou o guia “Melhores Empresas para Trabalhar GPTW – Saúde 2019”.

Neo Química disponibiliza conteúdo sobre prevenção da Covid-19 para profissionais de farmácias

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.