Header Ads

Dia Internacional da Mulher: é preciso defender a luta e a condição feminina

Dia Internacional da Mulher: “Precisamos vencer essa visão de mundo que joga o Brasil para o passado”, afirma vice-presidente da Associação dos Advogados

        © jpg


POR AMANHECER DA NOTICIAS

A advogada Viviane Girardi, vice-presidente da Associação dos Advogados de São Paulo (AASP), especialista em direito de família e sucessões, doutora e mestre em Direito Civil pela USP e pela UFPR, em recente manifestação sobre as celebrações do Dia Internacional da Mulher, declarou: “O Estado, por meio de políticas públicas, tem um papel fundamental na superação das estruturas arcaicas em que a nossa sociedade brasileira foi forjada e que precisam ser erradicadas para que nós, mulheres, possamos ter assegurados o tratamento igualitário e o pleno respeito à nossa inerente condição feminina.”

Complementou a advogada: “Neste momento, o Brasil, imerso em seus problemas e idiossincrasias, tem vivenciado a pauta feminina de forma antagônica. Se, por um lado, sofremos ao ver, tristemente, as mulheres sendo desmerecidas e desqualificadas publicamente pelo nosso presidente da República (relembre-se, entre tantos outros, da “fraquejada” e dos recentíssimos ataques às jornalistas); por outro, temos a pauta da igualdade de gênero se fortalecendo em várias instâncias, com políticas reais para o fomento da igualdade que nos é assegurada constitucionalmente.”

E concluiu: “Buscamos a igualdade de oportunidades, de tratamento e da representatividade feminina na vida pública e na vida privada. E as jovens, mais do que nunca, estão dispostas à essa luta e à essa conquista. Como cidadã, sinto-me profundamente agredida quando uma mulher simbólica ou em circunstâncias reais tem seu valor como pessoa diminuído, sua dignidade vilipendiada e, sobretudo, seu corpo e sua condição sexual referidos como instrumentos e meios de conquistas. Precisamos vencer essa visão de mundo que joga o Brasil para o passado.”

A Associação dos Advogados de São Paulo (AASP) promoverá, ao longo do mês de março, debates e atividades culturais para comemorar o Dia Internacional da Mulher.
Os eventos serão realizados nas Unidades da AASP do Centro (Rua Álvares Penteado, 151) e Jardim Paulista (Edifício Santos Augusta - Alameda Santos, 2159). As atividades terão início no dia 10/3 e terminam na quarta-feira, dia 25/3, com um show da cantora Luciana Mello. Programação completa, informações e inscrições: www.aasp.org.br/eventos/ ou
http://mla.bs/aefa5bb2 ou pelo telefone: (11) 3291-9200.


Violência contra a mulher: Brasil tem leis progressistas, mas ainda enfrenta barreiras culturais

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.