Header Ads

"Vamos reindustrializar o Brasil", afirma Guedes em almoço com empresários na Fiesp

Em almoço na Fiesp, nesta quinta-feira (13/2), a convite do presidente Paulo Skaf, o ministro da Economia, Paulo Guedes, se reuniu com um alguns dos mais importantes empresários do país.

       © jpg


POR AMANHECER DA NOTICIAS

Vamos reindustrializar o Brasil", disse o ministro, logo no início do encontro. Ele elencou as medidas que o governo vem tomando neste sentido, como o choque de energia barata, que terá seus efeitos mais visíveis a médio prazo. Mereceu destaque o gás natural, cujo custo deve cair até 40% em relação ao início do governo Bolsonaro. Guedes também mencionou o choque de logística com concessões de rodovias, ferrovias e o aumento de competição na navegação de cabotagem. Além disso, destacou os efeitos positivos dos juros baixos para os investimentos, com a Selic a 4,25%, patamar mais baixo da história, e a inflação sob controle.

A reforma tributária foi o tema que ocupou a maior parte do almoço. "O Brasil precisa buscar avanços na definição da proposta de mudança no sistema de impostos, simplificando, reduzindo a burocracia, combatendo a sonegação", diz Paulo Skaf. Guedes afirmou que em até duas semanas o governo deve enviar à Câmara a primeira etapa da reforma tributária com a criação do IVA, unificando PIS e Confins no plano federal.
Posteriormente, segundo ele, serão encaminhadas as propostas sobre Imposto de Renda e Imposto Seletivo. "O peso excessivo hoje é na indústria, temos de encontrar o equilíbrio, que seja bom para o conjunto da economia. Temos de calibrar muito bem a alíquota do IVA, ela tem de dar conta da arrecadação, mas não pode inibir investimentos", diz Guedes. "A ideia geral é simplificar. Não pode haver aumento de carga tributária. O que nós queremos é o oposto, é baixar os impostos. Este é um objetivo colocado pelo presidente Jair Bolsonaro."

O encontro durou duas horas e transcorreu em clima de muita cordialidade. Os empresários elogiaram a condução da política econômica do governo do presidente Jair Bolsonaro e a atuação de Guedes à frente do Ministério. Questões pontuais relativas a cada um dos setores representados foram colocadas para o ministro, que demonstrou boa vontade em analisá-las. "É muito importante ouvir diretamente dos empresários os pontos que consideram relevantes para o debate", disse Guedes.

Entre os presentes no almoço, estavam Carlos Alberto de Oliveira Andrade, Presidente do Grupo CAOA; Carlos Zarlenga, Presidente da GM América do Sul; David Feffer, presidente do Conselho de Administração da Suzano; Fernando Queiroz, Presidente da Minerva Foods; Flávio Rocha, Presidente do Conselho de Administração da Riachuelo; João Ometto, Vice-Presidente do Grupo São Martinho; Josué Gomes da Silva, Presidente da Coteminas; Marcelo Melchior, Presidente da Nestlé; Marcos De Marchi, Diretor Presidente da Elekeiroz; Marcos Lutz, Diretor-Presidente da Cosan; Marcos Molina, Presidente do Conselho de Administração da MARFRIG; Pedro Moll, Diretor Rede D'Or; Rogélio Golfarb, Vice-Presidente para a América do Sul da Ford; Salo Seibel, Presidente do Conselho de Administração da Duratex; Victório de Marchi, Co-Presidente da Ambev.

 ARTESP apresenta inovações para minimizar impactos sócio ambientais em obras de infraestrutura rodoviária


Veja as localidades das feiras noturnas em Campinas SP 
convidamos para que todos venham participar destas feiras ,com espeço kids ,musicas ao vivo ,seguranças e muito mais.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.