Header Ads

Mais de 36,3 mil mutuários regularizam suas dívidas com a CDHU e inadimplência cai

Campanha permite que moradores voltem a ter o nome liberado e fiquem com suas contas em dia com a companhia

       © jpg


POR AMANHECER DA NOTICIAS

A campanha de regularização de débitos financeiros em atraso, lançada pela Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), órgão vinculado à Secretaria da Habitação do Estado de São Paulo, beneficiou 36.372 mutuários que renegociaram em condições favoráveis suas pendências ou quitaram definitivamente as dívidas que mantinham com a companhia. Essa iniciativa propiciou uma redução de 3,51 pontos percentuais no índice de inadimplência da CDHU, que atualmente atinge uma taxa 17,99% dos 313.404 contratos ativos no Estado de São Paulo.

Segundo o balanço final da campanha batizada de "CDHU em Dia", encerrada em janeiro, 28.353 mutuários fizeram um acordo a empresa. Isso representou R$ 162,66 milhões em dívidas renegociadas. Outros 8.019 contratos tiveram suas pendências financeiras liquidadas, permitindo a arrecadação de mais R$ 10,52 milhões. Assim, todos esses mutuários passaram a ter a situação regularizada nos órgãos de proteção ao crédito.

"Além de ser uma oportunidade para os mutuários regularizarem suas pendências com a CDHU, essa campanha permitiu a recuperação de valores que serão reinvestidos pelo governo do Estado na construção de mais moradias populares", explicou o presidente da CDHU, Reinaldo Iapequino.

Quem estava feliz dentro de seu apartamento da CDHU no bairro da Brasilândia, na Capital, era a mutuaria aposentada Irene Custódio da Silva, 61 anos. Inadimplente há um ano e meio, acumulava uma dívida de R$ 5 mil. Irene, que mora com a filha e a neta, contou que em 2008 ficou doente, teve que deixar o seu emprego e passou a viver de trabalhos esporádicos. "Não conseguia mais pagar as prestações e a dívida foi aumentando. Decidi procurar a CDHU para fazer a renegociação do meu débito. Fui muito bem atendida e sai de lá com um excelente acordo e com uma prestação que agora cabe no meu salário de aposentada", explicou. Pelo acordo realizado, Irene vai quitar sua dívida em sete anos, pagando uma prestação mensal de R$197,00, que já inclui as parcelas do financiamento do imóvel.

RECORDE

A CDHU arrecadou em 2019 um total de R$ 774.018.604,00, maior montante histórico já obtido pela companhia, proveniente de ações de saneamento da carteira de contratos. A campanha "CDHU em Dia" ofereceu facilidades e condições especiais para renegociação de débitos do financiamento habitacional. Dentre as condições oferecidas para facilitar o acordo estavam a isenção de juro e mora para quem quitar integralmente a dívida, isenção de entrada para quem deve até 11 prestações e ainda não fez acordo com a CDHU, pagamento de entrada no valor de apenas uma parcela para quem já tem acordo anterior, e até descontos de 5% e 10% do valor total do débito para aqueles com dívida a partir de 12 e com mais de 36 prestações em atraso, respectivamente. Mesmo com a campanha encerrada, os mutuários podem procurar a CDHU para regularizar suas pendências financeiras de acordo com as condições oferecidas normalmente pela companhia.


Como economizar combustível ao dirigir

Veja as localidades das feiras noturnas em Campinas SP 
convidamos para que todos venham participar destas feiras ,com espeço kids ,musicas ao vivo ,seguranças e muito mais.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.