Header Ads

Confecção fantasma: conheça uma das empresas que vende o produto e, de acordo com os clientes, não o entrega

Muitos jovens têm a perspectiva de uma carreira profissional um tanto quanto desafiadora: ser empreendedor do próprio negócio.

       © jpg


POR AMANHECER DA NOTICIAS

Muitos dão um show de responsabilidade, criatividade e sucesso. Junto com o sonho do empreendedorismo estão as dificuldades e desafios, entre eles, encontrar um fornecedor de confiança. 


Em São Paulo, alguns desses jovens sofreram a decepção de encomendar a mercadoria, efetuar uma porcentagem do pagamento e não receber o produto. O que eles têm em comum? Todos eles fizeram o pedido na mesma empresa intitulada Confecção SP.


Uma das vítimas relatou que fez 60% do pagamento dos produtos solicitados, que daria o total de R$ 1910,00. Após o pagamento e envio do comprovante, ficou no aguardo do posicionamento de quando receberia a confecção. Para sua surpresa, não obteve mais o retorno de Bruno Assunção, empresário e sócio da empresa que, até o momento do pagamento, respondeu com gentileza e seriedade sobre o pedido realizado.


Ao desconfiar sobre a índole da empresa, o jovem pesquisou ainda mais e percebeu que inúmeras pessoas reclamavam exatamente da mesma situação, o que gerou ainda mais desconforto, desânimo e a decepção de ter sofrido um golpe.


Para entender o outro lado da história de forma ética e transparente, entramos em contato com o empresário, Bruno, e obtivemos a seguinte resposta: "Realmente tivemos diversos problemas relativos sobre a não entrega de materiais e outros assuntos que acarretaram em atrasos. Agora, este ano, de fato paramos as produções e estamos aos poucos fazendo a devolução dos valores a cada cliente que teve seu pedido atrasado ou não entregue.”.


Segundo ele, até a segunda quinzena de fevereiro devolverá o dinheiro de até 80% das pessoas que estão aguardando. “Eu tive essa decisão de fechar a empresa no final de dezembro, início de janeiro, até mesmo como aquela promessa que a gente sempre faz todo final de ano de metas para o próximo ano, de mudanças e tudo mais. A nossa última publicação na página é com o comunicado do nosso telefone de contato para que as pessoas tenham informações e tirem dúvidas sobre esses pedidos. Também paramos com novos pedidos…” diz Bruno ao ser questionado sobre quando ele decidiu encerrar a empresa e efetuar todas as devoluções.


Porém, outra vítima que também fez a denúncia, disse que efetuou o pedido em janeiro e realizou o depósito em 27/01. Depois de algumas tentativas de contato, o jovem informou que Bruno retornou a mensagem dizendo que o pedido está em confecção. Se desculpou pela demora, que tiveram contratempos, mas que estavam retomando com força.


Em contradição no posicionamento da empresa, fica o alerta para empreendedores que estão em busca de fornecedores para que pesquisem sobre a empresa e, se possível, conheçam pessoalmente antes de efetuar qualquer depósito.

 Abetre firma acordos de cooperação técnica com entidades portuguesas

3 comentários:

  1. Boa tarde, pedimos que de fato analisem a conversa e os prazos expostos ao cliente o que foi combinado e o pedido de cancelamento pedido pelo mesmo antes do prazo final de confecção.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.