Header Ads

O violonista Alessandro Penezzi acompanha o Quarteto de Cordas na última apresentação do grupo em 2019

O repertório com obras autorais e composições do violonista com o músico Yamandu Costa será interpretado no dia 5 de dezembro, às 20h, na Praça das Artes


      © jpg


POR AMANHECER DA NOTICIAS

No dia 5 de dezembro, o Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo, formado pelo violista Marcelo Jaffé, os violinistas Betina Stegmann e Nelson Rios e o violoncelista Rafael Cesario, faz sua última apresentação do ano na Sala do Conservatório, na Praça das Artes. O concerto conta com a participação especial do violonista piracicabano Alessandro Penezzi e acontece às 20h, com ingressos a R$ 20.

O repertório conta um pouco de sua história com a música e reúne obras autorais de Alessandro, como Dayanna, Valsa Crioula e Abraçando, sendo as duas últimas com arranjo do próprio músico. "Nunca tinha escrito para quarteto de cordas, mas tive a satisfação de ter Rodrigo Morte como professor, para esses arranjos especificamente. É uma faceta que eu não sabia que tinha e o resultado ficou maravilhoso, adorei. "Também serão interpretadas composições em parceria com Yamandu Costa, violonista gaúcho com quem já se apresentou diversas vezes e gravou o disco Quebranto. "Além de genial, (Yamandu) é muito generoso. É uma comunhão tocar com ele", completa Penezzi.

Multi-instrumentista e compositor, Alessandro Penezzi transita entre o erudito e o popular em suas obras, tendo tocado flauta, bandolim e cavaquinho, além dos violões clássico e popular. Já se apresentou em muitos países, incluindo Estados Unidos e Japão, e tocou com nomes como Domiguinhos, Beth Carvalho e Dona Ivone Lara, tal como com as orquestras Jazz Sinfônica de São Paulo e Sinfônica de Londres.

Com uma trajetória longa e bem diversa, se apresentar com o Quarteto de Cordas é uma experiência nova para Alessandro Penezzi, que acrescenta: "a expectativa é a melhor de todas. Estou muito feliz por ter recebido o convite. Tocar com esses músicos é uma experiência muito engrandecedora. Eles carregam você. Eu acho isso maravilhoso. Vai ser um show lindo!"

Ensaio aberto gratuito

Um dia antes da apresentação, 4 de dezembro, o grupo realiza um ensaio aberto gratuito, às 18h, na Sala do Conservatório. Essa é uma ótima oportunidade para acompanhar e aprender sobre o processo musical e as obras do repertório.

Serviço

05/12, Quinta | 20h
QUARTETO DE CORDAS E ALESSANDRO PENEZZI
Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo

Programa:

ALESSANDRO PENEZZI
Abraçando (Arranjo Alessandro Penezzi)
Cordas ao Vento (Arranjo Swami Jr.)
Obrigado Paulão (Arranjo Dinho Nogueira)
São Braz (Arranjo Rodrigo Morte)
Vivendo (Arranjo Nailor Proveta)
Dayanna (Arranjo João Marcondes)

ALESSANDRO PENEZZI E YAMANDU COSTA
Amigo Bonilla (Arranjo Edson Alves)
É Chorando que Se Aprende (Arranjo Gian Correia)
Valsa Crioula (Arranjo Alessandro Penezzi)
Valsa de Pedra (Arranjo Carol Panesi)
Quebranto (Arranjo Alessandro Penezzi)
Frevaricando (Arranjo Marco César)

Local: Sala do Conservatório - Praça das Artes
Endereço: Av. São João, 281
Duração aproximada: 50 minutos
Classificação indicativa: Livre
Ingressos: R$ 20,00
Vendas: pelo  site theatromunicipal.org.br ou pela bilheteria.
Horário da Bilheteria do Theatro Municipal: De segunda a sexta-feira, das 10h às 19h, e sábados e domingos, das 10h às 17h.
Bilheteria da Praça das Artes - Sala do Conservatório: Funcionamento: 2h antes no dia do evento.
Capacidade: 200 lugares

*Programação sujeita a alterações.

Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo

Por iniciativa de Mário de Andrade, o Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo foi fundado em 1935. Inicialmente era chamado de Quarteto Haydn buscava difundir a música de câmara e estimular compositores brasileiros a compor novo repertório para o gênero. O grupo passou a ser chamado de Quarteto de Cordas Municipal a partir de 1944, chegando à sua forma definitiva em 1981, como Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo.

A atual formação conta com os violinistas Betina Stegmann e Nelson Rios, o violista Marcelo Jaffé e o violoncelista Rafael Cesario, músicos de intensa atividade no cenário musical brasileiro e de prestígio internacional, que se destacam também pela atuação em concertos, recitais e atividades pedagógicas.

Em concertos comentados, o Quarteto apresenta o amplo repertório para a formação, inclusive o de vanguarda, promovendo o contato do público com todas as tendências e escolas de composição, como parte do projeto original do grupo, de fomento e formação de plateias. Em sete oportunidades o Quarteto de Cordas ganhou o prêmio de Melhor Conjunto Camerístico da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) e por três vezes o Prêmio Carlos Gomes. A Sala do Conservatório é a casa do Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo.

 EUA e Canadá têm universidades que aceitam ENEM

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.