Header Ads

“Dia 1º de Dezembro -- Dia Mundial da Luta contra AIDS”

Há exatos 38 anos o mundo era surpreendido com uma cruel e silenciosa epidemia: a Síndrome da Imunodeficiência Humana Adquirida - AIDS.

          © jpg


POR AMANHECER DA NOTICIAS

Cruel, não apenas por expor toda a debilidade física de seus portadores, mas ainda pior por trazer à flor da pele toda a sorte de julgamentos e preconceitos com a fragilidade e os diferentes comportamentos humanos.

Este longo caminho duramente percorrido nos trouxe felizmente muitos avanços.
Hoje temos disponível terapêuticas altamente eficazes, que devolvem não apenas a expectativa de vida com muita qualidade, mas a dignidade humana, a possibilidade de voltar a planejar , ter sonhos, construir a própria história.

Entre as formas de prevenção, além do uso de preservativos, temos disponível a Profilaxia pré-exposição -- PrEP, um medicamento combinado de duas drogas, que tomado diariamente oferece proteção à transmissão do vírus HIV.

A WHO (Organização mundial da Saúde) projetou uma meta a ser cumprida até 2024 para o fim da epidemia -- meta 90-90-90. Noventa por cento dos pacientes diagnosticados, noventa por cento destes em terapêutica antiretroviral e entre estes, noventa por cento com vírus indetectáveis no sangue. Os dados de literatura mostram que os pacientes não mais transmitem o vírus, quando estão nesta situação de controle da doença.

Estamos longe deste objetivo. No Brasil, embora tenhamos as melhores medicações disponíveis de forma gratuita e universal, atingimos 59% desta meta.

Nosso caminho ainda é longo, mas a esperança do objetivo final, nos faz mais fortes. Temos que nos mobilizar para que cada vez mais a prevenção ideal seja realizada, as informações corretas sejam levadas aos pacientes nos quatro cantos do país e para que cuidemos da saúde integral desta população.

Dia 1º de dezembro é dia de reafirmar nosso compromisso nesta luta.

Luta que é de cada um de nós.

Dra. Vera Márcia de Souza Lima Rufeisen
Infectologista coordenadora médica do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar do Hospital Vera Cruz -- CRM 77381

•Não estamos alegres, é certo, mas também por que razão haveríamos de ficar tristes? O mar da história é agitado. As ameaças e as guerras havemos de atravessá-las, rompê-las ao meio, cortando-as como uma quilha corta as ondas.
Vladimir Maiakóvski

 No dia 07 de dezembro, todas as regiões do país participam do Dia de Solidariedade





































Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.