Header Ads

Inglês pode impactar até 83% no salário de profissionais da região metropolitana de Campinas

Segundo dados da 59º Pesquisa Salarial da Catho, o domínio do idioma em cargos de analista são os que mais possuem aumento salarial

        © jpg


POR AMANHECER DA NOTICIA

Considerado cada vez mais indispensável nos currículos brasileiros, o inglês já se tornou praticamente obrigatório na formação dos profissionais. Mas afinal, o quanto ele realmente pode impactar os salários? Segundo dados da 59º Pesquisa Salarial da Catho, o domínio em um segundo idioma chega a aumentar o salário em até 83%.

A depender do nível hierárquico do profissional, o valor percentual do aumento sofre variações, mas reforça a importância da língua para aqueles que desejam crescer profissionalmente. Segundo o levantamento, o aumento salarial chega a: 78% em cargos de alta gestão (diretor, supervisor, coordenador) e 59% em cargos de profissional técnico.


A crescente demanda exige que profissionais recorram cada vez mais a conteúdos externos internacionais para sempre se manterem atualizados, é o que afirma Fernando Gaiofatto, gerente da Catho Educação. Para ele, esses profissionais são mais valorizados pelo mercado porque conseguem realizar as funções do escopo de trabalho em mais de um idioma.

"Ter um profissional que consiga fazer relatórios, conferências e reuniões com estrangeiros é um grande passo. Eles conseguem conquistar mais espaço no ambiente de trabalho porque são completos. É claro que essa formação é exigida de acordo com a área de atuação profissional, mas ainda assim é importante ressaltar que o segundo idioma é fundamental aos olhos dos recrutadores", afirma o Gaiofatto.

Áreas profissionais que mais exigem um segundo idioma

Outra pesquisa conduzida pela Catho ainda apontou as oito profissões que mais pedem o uso do inglês no Brasil, dentre elas se destacam as áreas de pesquisa científica, importação e exportação, marketing e publicidade e propaganda.

Outras segmentos como hotelaria e turismo, engenharia e sistemas de informação também apareceram no levantamento.


Para Gaiofatto, ainda que seja possível “se virar” bem sem o idioma em algumas profissões, por vezes, é necessário ler textos, traduzir informações e escrever e-mails em inglês. “Assim como a fluência do inglês é percebida, a falta dela também é. Logo, o domínio faz toda a diferença, seja no atendimento, nas apresentações ou nos resultados da empresa. Não dá para manter o ‘embrometion’ se o profissional deseja crescer na carreira”, afirma o gestor.

Atualmente, a região metropolitana de Campinas possui cerca de 14 mil vagas na plataforma de recrutamento da Catho, com salários que variam entre R$ 2 mil e R$ 10 mil.

Sobre a Catho

Com tecnologia de ponta, a Catho, multinacional com mais de 800 colaboradores no Brasil, tem como missão mudar a vida das pessoas por meio do trabalho e carreira. Graças a uma cultura aberta à inovação e à criatividade, a Catho tornou-se uma das melhores empresas de tecnologia para trabalhar no Brasil, segundo o Great Place to Work (GPTW).

Na empresa, diversidade e inclusão também são estimuladas e vivenciadas de verdade. Por isso, com o propósito de incluir pessoas com deficiência no mercado de trabalho, desde 2016, a Catho concede gratuidade no acesso a todas as vagas do site para profissionais com deficiência, com laudo, e reabilitados pelo INSS, abrangidos pela lei de cotas.

A Catho faz parte do grupo Seek, líder mundial em recrutamento online e considerada a companhia mais inovadora da Austrália. A Seek está presente na Bolsa de Valores da Austrália, além de atuar em países como China, Austrália, Índia, México, Indonésia, Nigéria, África do Sul, Hong Kong e Singapura.

Governo do Estado abre novo Programa Especial de Parcelamento do ICMS

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.