Header Ads

EMTU/SP recebe prêmio como uma das vencedoras do 23º Concurso Inovação no Setor Público

Premiação valoriza práticas inovadoras que promovem a melhoria da gestão pública em benefício dos cidadãos

         © jpg


POR AMANHECER DA NOTICIA

A EMTU/SP receberá na segunda-feira (04), em Brasília, o prêmio como uma das vencedoras do 23º Concurso Inovação no Setor Público. A cerimônia acontecerá durante a 5ª Semana de Inovação, entre 4 e 7 de novembro, no Instituto Serzedello Corrêa (ISC), situado na capital do País.

A EMTU/SP competiu na categoria “Inovação em processos organizacionais, serviços ou políticas públicas no Poder Executivo Estadual/Distrital”, que teve cinco ganhadores. O concurso é organizado pela Escola Nacional de Administração Pública (Enap).

O projeto compila uma série de ações implantadas nos últimos dois anos para modernizar a gestão e melhorar a comunicação com os passageiros dos ônibus metropolitanos. Nesse período, a EMTU/SP realizou quatro hackathons; disponibilizou em seu site o monitoramento de quase 6.000 ônibus urbanos em tempo real; criou um departamento exclusivo para a política de inovação; e abriu o Experimentos em Transporte (Elab), segundo laboratório na América Latina com foco em mobilidade.

A EMTU/SP foi a única representante do Governo do Estado de São Paulo entre os 241 inscritos no Brasil. E também figura entre os poucos exemplos mundiais em prática de inovação aberta e dados governamentais abertos.

Vinculada à Secretaria dos Transportes Metropolitanos, a Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo (EMTU/SP) é controlada pelo Governo de São Paulo. Fiscaliza e regulamenta o transporte metropolitano de baixa e média capacidade nas cinco Regiões Metropolitanas do Estado: São Paulo, Campinas, Sorocaba, Baixada Santista e Vale do Paraíba e Litoral Norte. Juntas, as cinco áreas somam 134 municípios e uma população de 30 milhões de habitantes. São transportados mensalmente pelo sistema metropolitano do Estado cerca de 57 milhões de passageiros.

 CDHU abre credenciamento de empresas para a construção das primeiras 7,2 mil moradias do Programa Nossa Casa

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.