Header Ads

CDHU sorteia 70 casas para famílias de Mococa

Nesta segunda-feira (25/11), a Secretaria de Estado da Habitação, por meio da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), sorteou 70 moradias na cidade de Mococa, região de Campinas.

        © jpg


POR AMANHECER DA NOTICIAS

O secretário estadual de Habitação, Flavio Amary, participou do evento, realizado na Praça Coronel Custódio Pinheiros, s/nº, Distrito de São Sebastião das Areias.

Para o sorteio, foram inscritas 2.422 famílias. Destas, 89% delas têm renda familiar de até três salários mínimos. Do total de unidades sorteadas, foram 56 para a população em geral, cinco para famílias com pessoas com deficiência, quatro para idosos, três para policiais e agentes penitenciários e duas para indivíduo só.

"A CDHU é uma companhia muito importante para a realização desse tipo de evento. Nosso trabalho é feito para atender as pessoas que mais precisam. A transparência das urnas mostra como o trabalho é sério. Queremos, em breve, estar de volta em Mococa, para entregar as chaves dessas casas. É sempre importante ressaltar que o sorteio é válido apenas para quem não tem casa. Trabalhamos para atender as pessoas que realmente precisam", disse o secretário Flavio Amary durante o evento, esclarecendo os participantes sobre os detalhes do sorteio e critérios de atendimento.

A CDHU está investindo R$ 8,2 milhões no empreendimento. As casas possuem dois dormitórios, sala, cozinha e banheiro e área total de 56,67 m². As unidades respeitam e incorporam as melhorias estabelecidas como diretrizes de qualidade pela Companhia, como pisos cerâmicos com rodapé e laje de concreto em todos os cômodos, azulejos nas paredes hidráulicas, estrutura metálica nos telhados, aquecedor solar para chuveiro e muro de divisa entre os lotes.

O empreendimento conta com infraestrutura completa: redes públicas de água, elétrica, gás e esgoto; pavimentação das vias do entorno, drenagem, calçadas, paisagismo e iluminação pública.

Os futuros moradores terão prazo de até 300 meses para quitarem seus imóveis. As prestações são subsidiadas pelo Governo do Estado e calculadas de acordo com a renda familiar, garantindo que quem ganha até três salários mínimos desembolse apenas 15% dos rendimentos. O valor da menor prestação é de R$ 149,70.

Para o auxiliar de produção, Eduardo Henrique Costalonga Cipriano, de 27 anos, esse foi um dia muito esperado. "Era um sonho ter minha própria casa e, ser sorteado, logo no início, é a realização desse sonho. Ouvir meu nome foi muita emoção, meu coração disparou! Agora, vou poder dar uma casa para minha filha", completou.

Trabalho na cidade e na região - Na cidade de Mococa, a CDHU já entregou 371 moradias até o momento. Estão em obras justamente as 70 unidades habitacionais sorteadas nesta segunda-feira.

O programa de regularização fundiária Cidade Legal, da Secretaria de Estado da Habitação, responsável pela entrega de títulos de propriedade em bairros de interesse social até então irregulares, tem 14 núcleos inscritos na cidade, com 1.285 imóveis pleiteando regularização.

Na região administrativa de Campinas, foram entregues 104.476 moradias. Outras 2.263 estão em obras. Essas unidades em andamento representam R$ 152,6 milhões em investimentos, por meio da CDHU e Agência Casa Paulista.

O programa Cidade Legal atende 73 municípios na região de Campinas. São 1.545 bairros pleiteando regularização, dos quais 232 já foram atendidos. No total, 189.630 imóveis terão sua documentação regularizada, sendo que 35.613 destes já finalizaram esse processo. Quando todos esses imóveis estiverem regulares, mais de 758 mil pessoas serão beneficiadas pela entrega dos títulos de propriedade.

 Transição do emprego: volta a contratação na indústria em 2020

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.