Header Ads

Calma e concentração para o Enem: como manter o equilíbrio emocional para ir bem na prova?

Especialista em educação explica que exercícios de respiração e se preparar com antecedência podem ajudar o estudante a se concentrar melhor na prova

        © jpg


POR AMANHECER DA NOTICIA

Quanto mais perto dos dias 3/11 e 10/11, quando acontece o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), os estudantes podem ficar mais propensos à "tensão pré-avaliação". Segundo Fábio Bráz, consultor pedagógico do SAS Plataforma de Educação, o componente emocional deve ser tratado com atenção já que pode sim fazer diferença no desempenho final. Por isso, reunimos algumas dicas para que manter o equilíbrio de modo a aproveitar o melhor do aprendizado.

"A ansiedade é uma emoção que nasce do medo, logo, os estudos focados, bem distribuídos e organizados te tornam mais calmo e consequentemente, o aluno desenvolve mais confiança", afirma Bráz.

O especialista montou algumas sugestões que podem ajudar nesta missão de neutralizar sentimentos desagradáveis e estimular, inclusive fisiologicamente, uma melhor resposta do organismo durante as horas do exame.

Leve sua água: Quando estamos sob situação de estresse o corpo precisa de mais água, logo ele vai desidratando mais rápido e o cérebro começa a trabalhar com dificuldades. Por isso, hidratar-se é muito importante.

Que tal um doce?: O corpo também pede pelo seu gasto energético, a glicose ou a frutose no sangue. Levar um chocolate - o tipo meio amargo é o ideal -, sementes, castanhas, frutas, e até mesmo o mel é uma excelente sugestão, pois o seu consumo regular atua sobre os neurônios melhorando a função cerebral e a memória de curto e longo prazo.

Respira, inspira e não pira: O estado mental precisa ser controlado pela respiração profunda e pausada. O especialista explica que exercitar-se todos os dias por 5 minutos - principalmente antes de iniciar a prova-, contribuem para uma boa oxigenação cerebral. Com isto o cérebro vai exercendo o controle sobre a situação e disciplinando as amígdalas cerebrais (nossas funções mais primitivas) que ativam a descarga hormonal levando, por exemplo, ao medo e a raiva.

Medite antes: O Enem não é uma prova que se faz com pressa, mas sim com ritmo. É preciso manter o foco em uma questão por vez. "Cabe ressaltar que tudo na vida precisa ser bem dosado, inclusive o estresse, pois em pequenas doses ele te leva à excitação que por sua vez te injeta energia para avançar os desafios, vencendo inclusive a procrastinação"explica Fábio.

Antecipe-se: Fazer um check list no dia anterior a prova, ir ao local da prova um dia antes para entender qual o tempo gasto durante o percurso ajudam a evitar atrasos e prepara o aluno para o dia da prova.

Dormir bem: Ter boas noites de sono é primordial para aumentar a concentração durante a prova. "Poucas horas de sono aumentam a ansiedade e dificultam a concentração. Durante a prova, pequenas pausas podem contribuir para espairecer a mente e baixar o nervosismo" esclarece o especialista que sugere que a ida ao banheiro também seja usada para alongamentos e exercícios de respiração.

Fábio reforça que o aluno deve lembrar-se que tão importante quanto o momento da prova é gerenciar o nervosismo: "Gerenciar a emoção ao longo de toda a preparação do Enem e de qualquer vestibular, é fundamental para que o corpo prepare-se para absorver os conteúdos e, estudante, sinta-se fortalecido para o momento das provas", finaliza.

Sobre o SAS Plataforma de Educação

O SAS é uma Plataforma de Educação que desenvolve conteúdo, tecnologia e serviços para mais de 780 escolas em todo o Brasil. O SAS faz parte da Arco Educação, uma startup focada em soluções educacionais para o ensino básico que alia educação de excelência e gestão eficiente.

 Lei que prioriza divórcio para vítimas de violência doméstica é sancionada: “Avanço”, diz especialista

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.