Header Ads

Black Friday -- Dicas de segurança para comerciantes e público em geral

O evento promocional que movimenta milhões de pessoas no Brasil e no mundo, também pode ser uma grande dor de cabeça para quem estiver desatento.

        © jpg


POR AMANHECER DA NOTICIA

Enquanto algumas empresas e compradores se voltam para a ciber segurança, outras driblam a sorte com galpões e estoques cheios para abastecer o público que vai aproveitar as ofertas do comércio de rua, e é assim que os riscos acontecem.

“Pequenas atitudes podem ajudar os comerciantes nesse período de Black Friday, a começar pela observação do movimento de pessoas que, sem motivo justificável, permaneçam rondando as proximidades alguns dias antes. Os assaltantes estudam bem o local em que irão executar a ação, então, é importante ficar de olho e estabelecer senhas de comunicação com a vigilância”, comenta o especialista em segurança do GRUPO GR, Ricardo Bacci.

Se os comerciantes precisam se preocupar com o estoque, o público também deve ficar atento aos oportunistas de plantão. “É muito comum um meliante aproveitar o excesso de pessoas para roubar carteiras e celulares, e outros até seguem as pessoas para roubar o produto adquirido”, acrescenta o especialista.

Para uma Black Friday de muitas compras e sem dor de cabeça, o especialista do GRUPO GR selecionou 5 dicas para comerciantes e para quem vai às compras. Confira abaixo:

Para os comerciantes

- Na proteção interna do estabelecimento, além do controle de acesso, utilize o monitoramento para visualização e gravação à distância, e na nuvem, e também softwares analíticos que auxiliam na detecção de situações suspeitas e podem viabilizar a prevenção e tratamento imediato;
- Atenção especial deve ser dedicada aos grampos telefônicos e às escutas ambientais, que estão diretamente relacionados ao sigilo das informações;
- Tome cuidados especiais (iluminação, instalação de câmeras, cercas elétricas etc.) se sua empresa está localizada em áreas consideradas de risco e com elevados índices de criminalidade;
- Mantenha a frente e os fundos do comércio bem iluminados no período noturno, e tenha equipamentos de monitoramento, pois eles inibem a ação de criminosos;
- Uma rede de proteção comunitária também é indicada para lojistas. O comerciante pode, por exemplo, instalar uma luz na loja vizinha que, quando acesa, indicará uma situação de perigo.

Para quem vai às compras

- Cuidado com bolsas abertas ou mochilas transparentes dentro do transporte público e nas ruas, pois o assaltante vai perceber facilmente onde estão a carteira e o celular;
- Não atenda o celular em público, evite chamar a atenção. Coloque o seu aparelho no modo vibratório ou silencioso, e, se precisar atender, vá até uma loja ou lanchonete;
- Procure fazer suas compras durante o dia ou em dois períodos para evitar o excesso de sacolas;
- Fique atento à movimentação de pessoas estranhas. Se sentir que alguém está te seguindo, permaneça em um local com bastante movimento de pessoas ou procure um policial ou segurança no local.
- Ao retornar, dê preferência ao transporte individual, nem que seja para uma parte do percurso. Porém, não retorne ao veículo estacionado para deixar sacolas e voltar às compras. Criminosos ficam de olho e arrombam veículos para levar suas compras.

Serviços de lavanderia geram economia de 60% no consumo de água e 21% de energia elétrica

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.