Header Ads

8 dicas para quem vai prestar Unesp e Unicamp

Plataforma Quero Bolsa elaborou uma lista com dicas para ajudar o vestibulando na hora da prova

         © jpg


POR AMANHECER DA NOTICIA

Nos próximos dias 15 e 17, milhares de estudantes encaram as primeiras fases dos vestibulares da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp) e Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), respectivamente. As provas dão acesso a algum dos cursos mais bem avaliados do Brasil e, por isso, geram muita ansiedade entre os candidatos.

A Unesp e Unicamp têm provas semelhantes em termos de conteúdo, sendo a maior diferença na quantidade de alternativas nas questões. Na Unesp são cinco alternativas e na Unicamp, quatro. Em ambas são 90 questões de múltipla escolha, que devem ser respondidas em até cinco horas.

Para garantir uma boa nota, o Quero Bolsa trouxe uma lista com o que é preciso fazer para se garantir no conteúdo e saber qual é a melhor forma de fazer as provas. Confira:

1 -- Foco na interpretação de texto
As duas provas têm caráter interpretativo, por isso, é muito importante dar atenção especial à boa interpretação de texto, inclusive nas questões de Exatas, nas quais a leitura é fundamental para compreender o que é pedido.
Atenção aos significados das palavras e conceitos apresentados, pois essas palavras podem mudar o sentido das alternativas.

2 -- Leitura eficiente
A Unesp e Unicamp costumam trazer questões com bastante textos, principalmente em Português e Humanidades. Para não perder tempo, leia primeiramente a referência do texto e o enunciado da questão, para entender sobre o que se trata o trecho destacado e o que a alternativa pede. Em seguida, faça uma leitura atenta, grifando as ideias centrais do texto. Dessa forma, você evita ler o texto repetidas vezes.
Nas questões interpretativas, outra dica é resumir mentalmente, em uma única frase, a ideia central daquele texto. Muitas vezes, a resposta correta é simplesmente uma síntese do conteúdo.

3 -- Técnica “pega varetas”
Nessa técnica, o candidato deve priorizar as questões mais fáceis. Use as letras M e D para diferenciar as questões com graus de dificuldade “médio” e “difícil” e estabelecer a ordem da resolução. Assim, nenhuma questão que o aluno saiba responder ficará sem resposta.

4 -- Não insista em questões
Ao se deparar com questões que possam demorar mais tempo para serem resolvidas, não insista. Continue normalmente a resolução da prova e deixe o cérebro trabalhar as questões mais complexas de forma inconsciente.

5 -- Saiba chutar
Não sabe como solucionar o problema ou ficou em dúvida entre alternativas? Elimine as opções claramente erradas, como aquelas que, por exemplo, contradizem o enunciado. No caso de Humanidades, alternativas generalistas, que trazem as afirmações “sempre” ou “nunca”, também devem ser evitadas, afinal, nada é exato ao se tratar de humanas.

6 -- Faça pausas estratégicas
Pequenos intervalos durante a prova ajudam a manter o candidato disposto e atento até o fim processo seletivo. Ao sentir-se cansado ou desatento, beba água, coma algo, vá ao banheiro ou, simplesmente, descanse os olhos por alguns minutos.

7 -- Não se esqueça do gabarito
Reserve, no mínimo, 30 minutos para preencher as respostas no gabarito. Nas provas da Unesp e Unicamp é permitido o uso de régua, então é recomendável utiliza-la para não preencher algum campo errado.
Além disso, o gabarito não pode ser rasurado e nem substituído. Por isso, antes de começar, limpe as mãos e certifique-se que sua caneta não está com tinta vazando.

8 -- Tudo começa na véspera
A preparação para o grande dia já começa na véspera da prova. A decisão de revisar o conteúdo ou não um dia antes da prova é uma decisão de cada candidato.
Caso opte por estudar um pouco antes da prova, prefira revisões mais leves, como assistir à videoaulas ou a um filme histórico. Na véspera e no dia da prova também é fundamental ter uma boa noite de sono e uma alimentação leve, evitando ingerir bebidas alcoólicas.

Sobre o Quero Bolsa
O Quero Bolsa (http://querobolsa.com.br) conecta alunos a instituições de ensino e oferece vagas e bolsas de estudo em cursos de Ensino Superior, Ensino Básico, Idiomas e Intercâmbio. Em um cenário em que apenas 15,7% dos adultos brasileiros concluíram a graduação, segundo dados do IBGE, ele cresce a passos largos e já gerou uma economia de mais de R$ 1,3 bilhão para alunos do país inteiro. Atualmente a plataforma conta com mais de 6 mil escolas parceiras, 1.600 instituições de ensino superior, 2.500 de ensino básico, além de mais de 10 mil opções de cursos de idiomas e 50 mil de intercâmbio.

 Feriado da Proclamação da República deve movimentar mais de 1,7 milhão de veículos nas rodovias estaduais que saem da capital

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.