Header Ads

ONG global Aldeias Infantis SOS lança campanha #EuTeVejo para o Dia das Crianças

Chamar atenção para crianças em situação de vulnerabilidade é o objetivo da Organização líder em cuidado infantil

       © jpg


POR AMANHECER DA NOTICIA

Atualmente, no mundo, uma em cada 10 crianças vive sem os pais (Martin and Zulaika, 2016/Relatório SOS Children’s Villages International). Cerca de 151 milhões perderam o pai ou a mãe e 111 mil estão separadas e desacompanhadas, segundo dados da Agência das Nações Unidas para a Infância (Unicef). No Brasil, o cenário é ainda mais grave, onde seis em cada 10 crianças vivem em situação de pobreza, totalizando 32 milhões de pessoas, de acordo com outro estudo da Unicef. Tendo em vista essa situação alarmante, a Aldeias Infantis SOS Brasil, líder em cuidado infantil e que atua no Brasil há mais de 50 anos, lança para o Dia das Crianças a campanha #EuTeVejo, que visa chamar a atenção das pessoas para as crianças que estão crescendo sem cuidado e proteção, necessários para seu desenvolvimento.

No ano em que marca o 30º aniversário da Convenção Sobre os Direitos da Criança e o 10º aniversário das Diretrizes da ONU para os Cuidados Alternativos à Criança, a mobilização humanitária da Aldeias Infantis SOS, que faz parte do movimento internacional #iseeyou, visa aumentar a conscientização sobre essas crianças, suas necessidades e direitos que, diariamente, são violados.

“Com a campanha, aumentaremos a conscientização sobre crianças que vivem sem cuidados parentais ou que estão em situações de perder esses cuidados. Elas merecem a oportunidade de desfrutar plenamente de seus direitos. A convenção das Nações Unidas sobre os Direitos da Criança só pode se tornar realidade se tornarmos visíveis todas as crianças”, diz Norbert Meder, CEO da Aldeias Infantis SOS Internacional.

As irmãs Paula* e Helena* são retratos desse desalento. Recém-nascidas, foram acolhidas pela Aldeias Infantis de Rio Claro, interior de São Paulo, em 2017, após serem encontradas em situação de vulnerabilidade, correndo risco de morte. Com dois meses de vida, Helena* chegou aos cuidados da organização com quadro severo de desnutrição. Já a mais velha, com dois anos na época, tinha 27% do corpo queimado devido a um acidente doméstico.

Após receberem cuidados médicos, as irmãs foram encaminhadas para um ambiente seguro e acolhedor em uma das casas-lares da organização e permaneceram juntas durante todo o processo de acolhimento. No último ano, elas foram adotadas por uma família e seguem sob o acompanhamento da Aldeias Infantis SOS. Esse é um dos exemplos entre milhares que a ONG tem para contar, já que, de fato, vê essas crianças, assim como pede a campanha.

Presente em 135 países, totalizando mais de 2.600 projetos pelo mundo, a Aldeias Infantis SOS atua para reverter este quadro. Atuando no Brasil, somente no último ano, foram mais de 5 mil crianças assistidas em aproximadamente 190 projetos de acolhimento e fortalecimento social em diversas regiões do país. Atualmente, a organização mantém mais de 60 casas-lares para que nenhuma criança cresça sozinha.

*Nomes fictícios para preservar a identidade das crianças

Sobre a Aldeias Infantis SOS Brasil

Como organização humanitária global, líder em cuidado infantil, a Aldeias Infantis SOS (SOS Children’s Villages International) atua no Brasil há mais de 50 anos, onde cuida de crianças, fortalece famílias, dá resposta à situações de emergência e advoga pelo direito de viver em família e comunidade. Presente em 27 localidades de Norte ao Sul do país, a Organização oferece atividades diárias que geram impactos positivos para mais de 11 mil pessoas, por meio de projetos de educação, esporte, lazer, geração de renda e empregabilidade, com foco na quebra dos ciclos de pobreza, violência e exclusão.

 Fidi oferece mais de 400 mamografias gratuitas em comemoração ao Outubro Rosa em São Paulo

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.