Header Ads

Mercado imobiliário de Campinas retrata a retomada do setor no País

Plaenge Construtora festeja a boa aceitação do empreendimento Vitra e contribui para a geração de empregos na RMC

        © jpg


POR AMANHECER DA NOTICIA

A construção civil, um dos principais setores que movimentam a economia, está, enfim, reagindo à crise dos últimos cinco anos. Pesquisas pelo Brasil e também locais têm apresentado uma elevação nos índices de confiança, que respondem à adoção de medidas para baixar as taxas de juros e de novas políticas vinculadas à inflação.

O Sindicato da Habitação (Secovi), por exemplo, apurou que entre agosto de 2018 e julho de 2019 foram comercializados 3.827 imóveis novos em Campinas, o que representa uma elevação de 92% em relação ao mesmo período do ano anterior.

A Plaenge Construtora, que escolheu inaugurar a sua inserção no Estado de São Paulo por Campinas, tem participação neste cenário otimista. A empresa comemora a boa aceitação do empreendimento Vitra, que vendeu mais de 70% em menos de três meses de lançamento do edifício, que tem 64 apartamentos, no Cambuí.

“Quem tinha receio de comprar imóveis está voltando ao mercado. Os ajustes das contas públicas e a aprovação da Reforma da Previdência favoreceram a queda das taxas de juros, um grande facilitador para investidores”, observa Daniel Turchetti, diretor regional da Plaenge Campinas.

A Plaenge tem registrado crescimento de dois dígitos quando o assunto são lançamentos. No ano passado, o aumento foi de 13% e este ano bateu os 21%. A expectativa para 2020 é ampliar os lançamentos em até 30%.
A performance da construtora está vinculada ao planejamento da empresa, que depois que veio para Campinas já iniciou operações também em Porto Alegre. Até dezembro estão previstos 21 lançamentos residenciais.

Vitra

De acordo com Turchetti, as pessoas podem conferir o adiantamento das obras. O estande de vendas funciona no próprio endereço do Vitra e a localização é um elemento fundamental para o estrondoso sucesso: Rua Maria Monteiro, 1060, no Cambuí.

O projeto do Vitra é assinado pelas arquitetas Paula Sauer e Roberta Homem de Mello, da grife campineira S-HM Arquitetura. A mesma torre apresenta cinco modelos diferentes de plantas, desde apartamentos duplex até unidades penthouse. Contemporâneo e sofisticado, o projeto inova também no design, com uso abundante do vidro na imponente fachada.

O “Padrão Plaenge” está presente em elementos como pisos em porcelanato na sala, cozinha, varanda, área de serviço, banheiros e lavabo. Nos banheiros, haverá detalhes em mármore nas paredes e nas bancadas. Para aumentar a praticidade, a cuba da suíte master será dupla.

O conforto térmico e acústico dos apartamentos está previsto em itens como porta de entrada com sistema de isolamento acústico, aplicado também entre laje e contrapiso nas salas e dormitórios e nas tubulações dos banheiros. Vidros especiais para melhor conforto térmico em dormitórios direcionados para o pôr do sol, janelas acústicas e vidros laminados com PVB acústico e plantas flexíveis são outros diferenciais oferecidos pela construtora.

Satisfação dos colaboradores

A Plaenge prevê gerar 500 empregos diretos nos próximos três anos e, como consequência, mais de 700 empregos indiretos. Desde que as obras do Vitra começaram, há dois meses, já foram contratadas 40 pessoas, entre engenheiros, arquitetos, carpinteiros, encarregado, administradores, técnicos, eletricistas, ajudantes, almoxarife, porteiro, etc.

O sucesso da Plaenge em Campinas reflete em benefícios para a cidade e para os recém-contratados da empresa, moradores da cidade e da região. O encarregado de obra Wilson Furquin, 53 anos, está feliz da vida com a recente carteira assinada pela Plaenge. Ele atuava na informalidade há dois anos, período em que passou por maus bocados. “Minha esposa teve problemas de saúde e foi atendida pelo SUS porque estava sem convênio. Com isso, na ocasião, não deu continuidade ao tratamento que precisava. Mas agora ela vai seguir com o tratamento sem interrupções”, festeja.

O contentamento da assistente administrativo Iara Lee Alfini da Silva, 30 anos, nova na equipe Plaenge, vem por atuar na área que gosta. Ela trabalhava num escritório de cobrança, mas não relutou em sair quando soube da sua aprovação para o cargo na Plaenge. “Amo trabalhar em obra e quando soube que a vaga era minha fiquei muito feliz, afinal, o serviço é a nossa segunda casa e isso contribui para o meu bem bem-estar”.



Sobre a Plaenge

Fundada há 49 anos, a Plaenge atua em oito cidades (Curitiba, Londrina, Maringá, Joinville, Campo Grande, Cuiabá, Campinas e Porto Alegre) localizadas em cinco estados brasileiros. Também opera no Chile, onde completa 10 anos de atuação em 2019 e prepara-se para iniciar atividades na capital chilena Santiago. A empresa já entregou 383 torres que totalizam 26.823 unidades onde moram mais de 88 mil pessoas. Para 2019, a empresa planeja o lançamento de 21 empreendimentos.

Em 2018, pelo quinto ano consecutivo, a Plaenge foi classificada como a maior e melhor construtora do Sul do País pelo ranking Valor 1000, produzido anualmente pelo jornal Valor Econômico. A empresa integra o seleto grupo das dez melhores do Brasil no seu segmento. A construtora também se destaca por ser a maior do Centro-Oeste. A Plaenge também foi classificada entre as mil maiores empresas brasileiras em todos os segmentos pelo ranking “Melhores e Maiores 2018”, publicado pela revista Exame.

 Black Friday: intenção de compra para este ano aumentou 58%

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.