Header Ads

RJ lidera na busca por cursos livres para fazer intercâmbio e movimenta milhões na economia

Pesquisa Belta mostra que mesmo em um ano de crise, 2018, os cariocas optaram por algo diferente do que apenas os cursos de idiomas

         © jpg


POR AMANHECER DA NOTICIAS

É fato que fazer intercâmbio não é uma novidade, mas e quando o intercambista une a sua carreira e/ou hobby com a viagem dos sonhos?! Isso já é uma realidade de acordo com a Pesquisa apresentada pela Belta - Associação de Agências de Intercâmbio do Brasil- 16,060 pessoas embarcaram em 2018 para fazer intercâmbio de cursos profissionais/livres no exterior. A pesquisa anual promovida pela única associação das agências de intercâmbio no país acontece desde 2016. O alcance da pesquisa é nacional e é realizada com estudantes que realizaram intercâmbio e estudantes que têm interesse em fazer intercâmbio.

Quanto ao valor movimentado na economia, pelo setor de intercâmbio, a marca bateu 1,2 Bilhão em 2018." Claro que essa cifra envolve todos os setores de intercâmbio: aéreas, escolas envolvidas, acomodações, e etc", evidencia Ana Beatriz Faulhaber, Coordenadora Regional da Belta no Rio de Janeiro.

Vindo ao encontro dos dados da pesquisa da Belta, várias agências de intercâmbio perceberam essa tendência de cursos livres na modalidade de intercâmbio e promovem pacotes para cursos específicos, como: moda, gastronomia, pintura, enologia, canto, teatro, e etc. De acordo com as agências do Rio de Janeiro, associadas da Belta, a procura por cursos livres aumentou 10% ano passado, e neste ano, até Julho, a procura já tinha ultrapassado 15%. A Belta corrobora esses dados com números absolutos: em 2017, 37 mil cariocas embarcaram para fazer intercâmbio, em 2018 esse número subiu para 48 Mil pessoas. São 11 mil pessoas na comparação de 2017 com 2018.

"Dos 365 Mil estudantes que realizaram o intercâmbio ano passado, 4,4% deles optaram por fazer um curso livre. Isso, em um momento em que o país enfrentava crises politicas e econômicas. É um número significativo quando comparamos com o ano anterior, em que os cursos livres responderam por 3,1%, em números absolutos 9,362 Mil pessoas", explica Ana Beatriz Faulhaber, Coordenadora Regional da Belta no Rio de Janeiro.

Entre os programas de cursos livres e profissionais estão experiências com moda que leva a uma reflexão de autoconhecimento, sustentabilidade e claro networking; A possibilidade de conhecer os bastidores da magia Disney; Cursos de design em Milão; De empreendedorismo; Cursos livres em Universidades renomadas como da Califórnia em San Diego e University of Victoria, Canadá.

Além dos cursos livres citados acima, ainda há programas no Vale do Silício (Maior polo de Tecnologia e Inovação do planeta) e cursos em filmagem, cinema, direito e profissionais da saúde. As opções são grandes e o mais curioso de alguns programas é que são ministrados em português e/ou acontece a tradução simultânea.

"Não é porque o intercambista escolheu uma modalidade de curso livre que será desenvolvido em português que ele não terá contato com os outros idiomas nas cidades. O curso livre não impossibilita esse estudante de ter contato com a língua da cidade. Afinal terá contato com os comércios e momento de lazer durante a estadia do curso", explica Maura Leão, presidente da Belta.

Para saber mais sobre os programas dos cursos livres/profissionais oferecidos pelas agências credenciadas pela Belta, do Rio de Janeiro, acesse o site das associadas: AFS, CP4, BEX, Canadá Intercâmbio, CI, Experimento Intercâmbio, EF, ICCE, IE, International Schools, S7,STB, Travelmate, True Experience, West 1 e World Study no site da Belta:www.belta.org.br
Belta – Brazilian Educational & Language Travel Association
Busca por programas. Use nosso sistema de busca exclusivo para encontrar o programa de intercâmbio ideal, e o associado selo Belta mais próximo de você.
www.belta.org.br

Sobre a Belta
Criada há 27 anos, a Belta – Associação das Agências Brasileiras de Intercâmbio – tem como objetivo ampliar o mercado de educação internacional no país. Como única associação do setor e sem fins lucrativos tem como foco certificar com o Selo Belta agências confiáveis no setor de intercâmbio e viagens por meio de um processo cuidadoso de análise (saúde financeira e social das agências). Atualmente, as agências especializadas Selo Belta representam 75% do mercado de educação internacional, e a Belta reúne 14 associadas colaboradoras que são associações internacionais de instituições de ensino de idiomas e de ensino médio, universidades e redes de escolas internacionais, assim como prestadores de serviços afins ao segmento tanto do exterior como nacionais. A qualidade dessas empresas é atestada pelo Selo Belta, oferecendo credibilidade no Brasil e no Exterior.

Escola Superior de Redes lança a ESR 3.0 e assina acordos de cooperação para potencializar as oportunidades de capacitação à distância

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.