Header Ads

QUAL A MELHOR DIETA PARA HIPERTENSÃO ARTERIAL?

Artigos da Dra. Danielle Resende, cardiologista do Hospital Vera Cruz, de Campinas.

       © jpg


POR AMANHECER DA NOTICIAS

Hipertensão Arterial (HA) é a condição clínica multifatorial caracterizada por elevação sustentada dos níveis pressóricos. No Brasil, HA atinge 36 milhões de indivíduos adultos, contribuindo direta ou indiretamente para 50% das mortes por doença cardiovascular.
Sabe-se que diversos fatores, entre eles genéticos, ambientais, socioeconômicos e alimentares, contribuem para o desenvolvimento de HA.

O excesso de peso e/ou a má alimentação, como consumo de sal ou álcool em quantidades abusivas, estão diretamente relacionados com o aumento da pressão arterial. No caso do sal, a população como um todo ingere mais que o dobro do recomendado (2 g/dia) e, no caso das bebidas alcoólicas, a ingestão de quatro ou mais doses para mulheres ou cinco ou mais para homens são suficientes para elevar os índices pressóricos.

Para cada 5% de perda de peso, observamos uma redução de 20 a 30% nos índices pressóricos.
Dieta para Hipertensão Arterial
O sucesso do tratamento da HA com medidas nutricionais depende da adoção de um plano de alimentação saudável e sustentável. Dietas radicais resultam no abandono do tratamento.

A dieta DASH (Dietary Approaches to Stop Hypertension) contempla um padrão alimentar que reduz a pressão arterial. Enfatiza o consumo de frutas, hortaliças, laticínios com baixo teor de gordura, cereais integrais, frango, peixe, oleaginosas (castanhas), preconiza a redução da ingestão de carne vermelha, doces e bebidas com açúcar, e é rica em potássio, cálcio, magnésio e fibras.

Abaixo seguem alguns alimentos e suas recomendações de uso:

Consumo de sódio: recomendado 2 g/dia
Ômega-3: recomendado >2 g/dia
Alho: componentes bioativos que diminuem PA
Café: consumo baixo a moderado não está associado com elevação de PA
Chocolate amargo: pelo menos 70% cacau pode reduzir PA
Álcool: recomendado 1 dose para mulheres e duas doses para homens/dia
Sendo assim, caro leitor (a), é possível aliar uma boa alimentação ao tratamento medicamentoso para obter índices satisfatórios de pressão arterial ou até mesmo controlar a pressão somente com mudança de estilo de vida que inclui dieta DASH, entre outras.

Sobre a autora

Dra. Danielle Salaorni de Resende
Formação em Cardiologia pelo Instituto do Coração da Faculdade de Medicina da USP - INCOR-FMUSP; especialista em Insuficiência Cardíaca pelo Hospital do Cotoxó - FMUSP; pós graduação em Cardiologia clínica pelo Hospital Beneficência Portuguesa de São Paulo; formação em medicina do estilo de vida pela universidade de Harvard; é membro da Sociedade Brasileira de Cardiologia e da equipe de cardiologia do Hospital Vera Cruz de Campinas.

Petz promove doação de sangue na loja Aricanduva


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.