Header Ads

Itatiba irá ganhar 4 mil novas árvores pelo Projeto Arborização + Segura da CPFL Paulista

Iniciativa pretende readequar a vegetação da cidade com a doação de mudas de espécies que convivem melhor com a rede elétrica e o cenário urbano

       © jpg


POR AMANHECER DA NOTICIA

A cidade de Itatiba passará a ter uma vegetação que convive melhor com os calçamentos e as instalações de redes elétricas, distribuição de água e esgoto, telefonia e iluminação pública. Com a expansão do projeto Arborização + Segura, a CPFL Paulista e a Prefeitura Municipal vão plantar mais de 4 mil mudas de árvores de espécies mais adequadas para o ambiente urbano e maior harmonia com os serviços básicos que atendem a população.

Entre elas estão espécies de jacarandá-mimoso, canelinha, ligustro, resedá, grevílea-anã, jacarandá-caroba, aroeira-pimenteira, aldrago, algodoeiro, calistemo, entre outras. Com a implantação desses tipos de árvores, as cidades em que o programa foi implementado conseguiram evitar interrupções de energia geradas pelo contato da vegetação com a rede de energia.

Por meio do convênio com o órgão público, a CPFL Paulista também identifica as árvores incompatíveis e, após criteriosa avaliação e autorização junto aos órgãos competentes, esses exemplares são substituídos gradativamente por espécies com porte mais adequado para o convívio harmônico com o contexto urbano. Em Itatiba, nesta nova fase do programa, serão substituídas mais de 300 árvores. Para informar aos moradores sobre as ações, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente irá colocar uma placa indicativa em cada exemplar selecionado para a supressão e, também, fará a distribuição dos folders para aqueles afetados diretamente pela retirada das árvores.

Itatiba faz parte do projeto Arborização + Segura desde 2015. Até o momento, por meio da parceria, já foram substituídas 220 árvores e a CPFL Paulista realizou a doação de 958 mudas para plantio na cidade.

Atualmente, o projeto é desenvolvido em 32 cidades, com a doação de mais de 14 mil árvores no total. Além do compromisso de realizar a substituição das árvores e o plantio de novas mudas, são desenvolvidas ações de educação ambiental nas escolas, com a distribuição do folder do projeto.

Mais Segurança. O contato das árvores com a rede elétrica pode trazer consequências sérias como:

• Condução de corrente elétrica da rede para o solo por meio das árvores, podendo inclusive atingir pedestres, principalmente em caso de chuvas;

• Rompimento de condutores, com risco de acidentes com pessoas;

• Risco de curto-circuito, com interrupção do fornecimento de energia, interferência no sistema de sinalização, desligamento da iluminação pública e comprometimento dos sistemas de segurança e danos aos equipamentos do sistema elétrico.

Para minimizar esse impacto, além do Arborização + Segura, as distribuidoras da CPFL Energia também realizam podas preventivas para evitar riscos à população e danos à rede elétrica. As podas seguem rigorosos critérios técnicos para evitar agressões desnecessárias às árvores e são monitoradas por especialistas.

Reconhecimento internacional. No ano passado, o Arborização + Segura foi escolhido pela Organização das Nações Unidas (ONU) para ser apresentado durante o SDG in Brazil – The Role of The Private Sector, evento realizado em Nova York (EUA) para debater o papel do setor privado no desenvolvimento de soluções sustentáveis. A iniciativa da empresa foi a única do setor elétrico no painel "Floresta, Clima e Agrobusiness".

No Estado de São Paulo, os municípios parceiros do projeto são: Itatiba, Ourinhos, Amparo, Timburi, Jaguariúna, Hortolândia, Itapetininga, Morungaba, São Roque, São Miguel Arcanjo, São Pedro e Saltinho. No Rio Grande do Sul, são parceiros: Antônio Prado, Serafina Corrêa, Feliz, Iraí, Santa Rosa, Passo Fundo, Três Passos, Veranópolis, Santiago, Uruguaiana, Venâncio Aires, Gramado, Erechim, Alegrete, Santo Ângelo, Nova Petrópolis, Santa Cruz do Sul e São Leopoldo. No Paraná, Barra do Jacaré e Jacarezinho também participam da iniciativa.

Sobre a CPFL Energia. A CPFL Energia, há 106 anos no setor elétrico, atua nos segmentos de distribuição, geração, comercialização e serviços. Desde janeiro de 2017, o Grupo faz parte da State Grid, estatal chinesa que é a segunda maior organização empresarial do mundo e a maior empresa de energia elétrica, atendendo 88% do território chinês e com operações na Itália, Austrália, Portugal, Filipinas e Hong Kong.

Com 14% de participação, a CPFL Energia é uma das maiores empresas no mercado de distribuição, totalizando mais de 9,7 milhões de clientes em 687 cidades, entre os estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Paraná. Na comercialização, é uma das líderes no mercado livre, com participação de mercado de 4%. É líder na comercialização de energia incentivada para clientes livres entre as comercializadoras.

Na geração, é a terceira maior agente privada do País, com um portfólio baseado em fontes limpas e renováveis, como grandes hidrelétricas, usinas eólicas, térmicas a biomassa, Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCH) e usina solar. Considerando a participação acionária na CPFL Renováveis (53,18%), maior empresa de geração da América Latina a partir de fontes alternativas de energia, a capacidade instalada do Grupo CPFL alcançou 3.307 MW, no final de junho de 2019.

A CPFL Energia possui ações listadas no Novo Mercado da B3 e ADR Nível III na NYSE. O Grupo também ocupa posição de destaque em arte e cultura, entre os maiores investidores brasileiros, por meio do Instituto CPFL.

 Sesc São Paulo estimula reflexão sobre o envelhecimento, com a Mostra Sentidos – A Longevidade na Arte

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.