Header Ads

Dia Mundial pela Limpeza da Água evidencia dificuldades para proteger o meio ambiente

Desconhecimento e desrespeito fazem com que a maioria dos efluentes industriais não seja tratada antes de chegar à natureza

       © jpg 


POR AMANHECER DA NOTICIAS

O Dia Mundial pela Limpeza da Água, comemorado em 19 de setembro, também evidencia uma triste constatação: muitos dejetos industriais ainda são jogados no meio ambiente, sem qualquer tipo de tratamento, causando graves danos. Apesar da falta de dados sobre o assunto, a ABETRE-Associação Brasileira de Empresas de Tratamento de Resíduos e Efluentes realizou estudos que apontam que 60% desses resíduos ainda são descarregados de maneira irregular nas redes de esgoto e corpos d'água.

"O despejo irregular de efluentes industriais é mais um dos graves problemas que enfrentamos, mostrando que ainda há muito a ser feito", afirma Luiz Gonzaga, presidente da Abetre, acrescentando: "Além dessa questão, há diversos outras que precisam ser enfrentadas, como o fim dos lixões, que geram o chorume e poluem os lençóis freáticos".

Os estudos feitos pela Abetre indicam que são gerados cerca de cinco mil metros cúbicos por dia de efluentes industriais, dos quais 60% são despejados de modo irregular em rede de esgotos e corpos d'água. Para se ter uma ideia do quanto isso vale, seria como produzir 500 caminhões-tanque por dia, dos quais 300 iriam parar na natureza.

Secretaria de Logística e Transportes promove ações educativas durante a Semana Nacional do Trânsito

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.