Header Ads

RAMACRISNA RECEBE PROFESSORES E ESTUDANTES DA UNIVERSIDADE DE LIVERPOOL

Única Instituição Social do Brasil parceira há 15 anos da Universidade de Liverpool propõe um intercâmbio cultural entre os dois países.

        © jpg


POR AMANHECER DA NOTICIAS

O Instituto Ramacrisna localizado em Betim, região metropolitana de Belo Horizonte (MG), recebeu, na última quinta-feira (1), uma equipe formada por professores e alunos da Escola de Artes e Design da universidade inglesa Liverpool Hope University. A ação faz parte do projeto Solidariedade Globalizada realizado pela Universidade e tem como parceira no Brasil o Instituto Ramacrisna. Neste ano, esta parceria celebra 15 anos e o grupo realiza diversas atividades culturais com as crianças e jovens em situação de vulnerabilidade social.


Os integrantes, são compostos pela professora sênior em teatro Niamh Malone que possui certificação em produção, direção e apresentação de televisão pela Bil Keating em Dublin. Outro mestre sênior em drama é Gary Anderson formado em direção na academia de música e artes dramáticas em Bratislava, na Eslováquia. Já Annalaura Alifuoco é professora em artes criativas, cênicas e drama, além de supervisionar projetos de dissertação de pós graduação na Liverpool University. A equipe de professores desembarca nesta quinta-feira e se hospedam na sede da Ramacrisna até o dia 16 de agosto. Também desembarcam junto com os educadores, os estudantes, Wiliam Grunnil de teatro, cinema e cultura visual e Beth Amos de drama, que ficam no Brasil até o dia 17 de agosto.


Durante o intercâmbio em que o grupo de Liverpool ficará no país, serão semanas de muita troca de conhecimento e experiência. O grupo compartilhará atividades de artes cênicas e cultura com as crianças assistidas pelo Instituto Ramacrisna e também com os jovens da Produtora Antenados que oferece conhecimento em audiovisual para jovens de Betim e cidades do entorno.


Solange Bottaro, vice-presidente do Instituto Ramacrisna afirma que "Durante sua estada aqui, os professores e alunos da Liverpool Hope University compartilham com os alunos de escolas publicas, moradores em área rural de Betim e participantes das atividades no Ramacrisna, a milenar cultura de Liverpool e da Inglaterra. Ao mesmo tempo as crianças e jovens apresentam a rica e diversificada cultura brasileira e mineira como nosso artesanato, a deliciosa comida, a música de viola e muito mais. A natureza é outro item que encanta os ingleses. Sem contar que a barreira da língua é superada pela alegria, jogo de cintura da meninada e pela linguagem universal representada pela arte".

O Brasil, por meio da Ramacrisna, é o único país de língua não inglesa que participa do programa Hope da Universidade de Liverpool.

Sobre o Instituto Social Ramacrisna

Criado pelo jornalista Arlindo Corrêa da Silva, o Ramacrisna desenvolve, há 59 anos, projetos culturais, educacionais, aprendizagem, profissionalizantes, entre outros, voltados para a comunidade em situação de vulnerabilidade social de Betim e dez cidades do entorno. O nome do instituto é uma homenagem ao filósofo indiano Sri Ramakrishna, ecumenista que viveu no século 19 e pregava o trabalho social como forma de transformação do ser humano. O Ramacrisna se tornou conhecida em todo o Brasil como instituição do Terceiro Setor referência em projetos de autossustentabilidade por possuir uma Fábrica de Telas de Arame. O resultado obtido com as vendas é destinado ao setor social da Ramacrisna, garantindo mais autonomia e uniformidade no atendimento às pessoas amparadas pelos projetos.

O Ramacrisna ainda coleciona, desde a sua fundação, diversas premiações renomadas, entre elas as mais recentes: o selo "Melhores ONGs" promovido pela Revista Época e Instituto DOAR que leva em consideração critérios como a gestão e transparência da Instituição, a certificação internacional "GreatPlacetoWork (GPTW)", que reconhece os melhores lugares para se trabalhar e o Prêmio Itaú-Unicef na categoria Grande Porte Regional Belo Horizonte, com o projeto "Escola Integral", que busca o desenvolvimento integral dos alunos, acreditando na educação como uma ferramenta de transformação. O prêmio é considerado o maior do Brasil no campo da educação como chancela da UNICEF – Fundo das Nações Unidades Para a Infância.


A Liverpool Hope University

Com uma história que se estende por mais de 170 anos, a Liverpool Hope University é uma universidade que desenvolveu uma forte tradição de excelência acadêmica e pesquisa mundial. A Universidade coloca grande ênfase no ensino de alta qualidade, facilitada por uma comunidade de acadêmicos e estudiosos que são de maior calibre.

Liverpool Hope obteve recentemente o status Gold na Estrutura de Excelência de Ensino do Governo (TEF), que mede a excelência em qualidade de ensino, ambiente de aprendizagem e resultados dos alunos. Apenas cerca de um em cinco provedores de educação superior do Reino Unido alcançou o ouro e Liverpool Hope é uma das únicas três universidades do noroeste e a única em Liverpool, para ganhar a classificação de ouro.

Um dos principais objetivos da Universidade é proporcionar uma "experiência de transformação para os alunos" e "proporcionar mais oportunidades para que os alunos ampliem seu desenvolvimento pessoal ao longo da vida do curso". A Universidade acredita que os bons relacionamentos, que promovem a aprendizagem, resultam em interações pessoais diárias. Liverpool Hope procura estudantes brilhantes e promissores, independentemente dos antecedentes, para abrir oportunidades para aqueles tradicionalmente excluídos do ensino superior.

 Selfies podem estar relacionadas ao aumento da incidência de piolhos em escolas, aponta estudo

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.