Header Ads

"O Corpo é Nosso!" discute sobre a liberação do corpo da mulher brasileira

Filme dirigido por Theresa Jessouroun foi premiado como Melhor Edição de Som no Cine PE e também exibido no Festival Internacional Porto Femme (Portugal) e do Durban Int'l Film Festival (África do Sul)

       © jpg


POR AMANHECER DA NOTICIAS

 Chega aos cinemas no dia 5 de setembro o filme "O Corpo é Nosso!", dirigido por Theresa Jessouroun e produzido pela Kinofilmes. Este é o segundo lançamento do programa O2 Play Docs, da distribuidora O2 Play, ocupando salas de cinema em 17 cidades brasileiras com sessões em horário nobre. Veja o trailer www.youtube.com/watch?v=wsQmTAmRnvQ&list=UUNRcoHP-yS_JOWcup1gSU4Q&index=3

Para a diretora, o filme será lançado em um momento fundamental para a discussão sobre a mulher na sociedade brasileira. "Os movimentos feministas estão ganhando força e fazendo conquistas. As mulheres estão ganhando voz e espaço. Não só as mulheres, mas todos os que sempre foram segregados: negros, periféricos e LGBTQs. É importante que todos reflitam juntos sobre as reivindicações das mulheres e também sobre opressão de gênero, classe e raça entranhados na nossa sociedade", avalia.

O filme venceu na categoria Melhor Edição de Som o Cine PE 2019 e também foi exibido na Mostra Competitiva do Festival Internacional Porto Femme, em Portugal, e do Durban Int'l Film Festival, na África do Sul.

Dois anos e meio de pesquisas

Acostumada a se aprofundar sobre o tema a ser documentado, a diretora explica que "O Corpo é Nosso!" consumiu dois anos e meio entre pesquisa, captação de recursos, produção e finalização. "Nos demos conta de quão amplo é este tema, deixando de fora questões muito importantes e interessantes e que dispõem de muito material de arquivo, e que podem dar origem a um segundo documentário ou a uma série", adianta a Theresa.

O filme também traz cenas de ficção. "Elas foram criadas para mostrar a reflexão que os documentários - e este em particular - podem provocar, num exercício de metalinguagem: o personagem do jornalista, ao assistir minhas entrevistas e o material de arquivo deste filme, faz uma auto-reflexão sobre seu próprio comportamento e sobre os preconceitos de classe e raça entranhados na sua família e na nossa sociedade", comenta a diretora que também dirigiu os documentários "À Queima Roupa", "Dois Mundos" e "Samba".

Sinopse

"O Corpo é Nosso!" é um documentário sobre a trajetória da liberação do corpo da mulher brasileira. Utilizando-se do conceito "docficção", incorpora o drama do jornalista Marcos que, na sua pesquisa, faz uma descoberta impactante sobre seu passado. Ao assistir as entrevistas e o material deste filme, em um exercício de metalinguagem, ele faz uma autorreflexão sobre o racismo e o machismo impregnados nele e na sociedade. O filme mescla entrevistas, cenas ficcionais e imagens de arquivo que ilustram os fatores que contribuíram para esta liberação e propõe uma discussão sobre o feminismo através da desconstrução do masculino.



Cena de "O Corpo é Nosso!" já exibido em três festivais neste ano

"O Corpo é Nosso!", direção Theresa Jessouroun (85 minutos)

Estreia dia 5 de setembro

Veja o trailer: www.youtube.com/watch?v=wsQmTAmRnvQ&list=UUNRcoHP-yS_JOWcup1gSU4Q&index=3

Link com fotos e pôster drive.google.com/drive/folders/15Te_ZM12xY8Nszql1aiDqsPEWB4CN-ls


FICHA TÉCNICA

Direção, Roteiro e Produção Executiva: THERESA JESSOUROUN

Consultoras: LUCIANA BOITEUX, SABRINA GINGA e TAINÁ KAPAZ

Diretor de Fotografia e Câmera: DANTE BELLUTI

Som: MARCOS CANTANHEDE

Assistente de Direção: SABRINA GINGA

Edição: THERESA JESSOUROUN e IDÊ LACRETA

Casting e Preparação de Elenco: ERNESTO PICCOLO

Edição de Som: SIMONE PETRILLO e CRISTIANO SCHERER

Mixagem: CRISTIANO SCHERER

Co-Produtores: GLOBOFILMES, GLOBONEWS e AFINAL FILMES

Produtor Associado:ALBERTO FLAKSMAN

Produtora: KINOFILMES

Distribuição: O2 Play

Sobre a Distribuidora

A O2 Play é dirigida por Igor Kupstas sob a tutela de Paulo Morelli, sócio da O2 Filmes, e faz parte do grupo O2, que tem como sócios também o cineasta Fernando Meirelles e a produtora Andrea Barata Ribeiro. Em atividade desde 2013, a O2 Play se diferencia das demais distribuidoras por trabalhar além do cinema, TV e vendas internacionais, o VOD (Video on Demand), como uma distribuidora digital. Possui contratos com plataformas como o iTunes, Google Play, Netflix, NOW, Claro Vídeos, Vimeo, ofertando além de conteúdos longa-metragem e seriados também serviços de delivery (Encoding).

A O2 Play lançou em cinema filmes como CIDADE CINZA (2013), com os grafiteiros OsGêmeos, LATITUDES (2014), romance com Alice Braga e Daniel de Oliveira que foi parte de um inovador projeto transmídia, JUNHO - O MÊS QUE ABALOU O BRASIL (2014), documentário da Folha de S. Paulo, primeiro filme a chegar aos cinemas e em VOD na mesma data, A LEI DA ÁGUA (2015), documentário de André D'Elia com produção de Fernando Meirelles, A BRUTA FLOR DO QUERER (2016), vencedor de 2 prêmios em Gramado, UMA NOITE EM SAMPA (2016), de Ugo Giorgetti, PARATODOS, doc sobre atletas paraolímpicos que após carreira elogiada pela críticas nos cinemas foi vendido para o mundo todo na NETFLIX, DO PÓ DA TERRA (2016), doc de Maurício Nahas, PESCADORES DE PÉROLAS (2015), ópera com direção de Fernando Meirelles transmitida ao vivo via satélite do Theatro da Paz para 10 salas de cinema, e ENTRE NÓS (2014), A NOITE DA VIRADA (2014) e ZOOM (2016), estes de produção da O2 Filmes em co-distribuição com a Paris Filmes.

Entre os lançamentos da O2 Play nos cinemas estão o longa-metragem TRAVESSIA, filme com Chico Diaz e Caio Castro, o documentário SEPULTURA ENDURANCE, sobre a banda brasileira de metal, COMEBACK, filme vencedor do prêmio de melhor ator para Nelson Xavier no Festival do Rio 2016 e MALASARTES E O DUELO COM A MORTE, grande produção da O2 Filmes dirigida por Paulo Morelli. Também entram na lista o documentário EXODUS- DE ONDE VIM NÃO EXISTE MAIS, produzido pela O2 e dirigido por Hank Levine e o longa A REPARTIÇÃO DO TEMPO, dirigido por Santiago Dellape. Também distribuiu no segundo semestre de 2018 o longa-metragem CORAÇÃO DE COWBOY dirigido por Gui Pereira em mais de 200 salas de cinema e o premiado documentário SER TÃO VELHO CERRADO dirigido por André D'Elia. Em 2019 no primeiro semestre promoveu o lançamento em formato day and date do filme 45 DIAS SEM VOCÊ do diretor Rafael Gomes. No segundo semestre inicia o programa O2 PLAY DOCS com a exibição de documentários nas principais cidades de todas as regiões brasileiras com sessões em horário nobre.

A O2 Play é pioneira em curadoria mundial no iTunes com a seção FERNANDO MEIRELLES RECOMENDA. Esta a primeira vez que a loja da Apple convidou um agente externo para sugerir filmes (confira em itunes.com/fmeirelles).

A O2 PLAY realiza a distribuição digital e encoding para dezenas de títulos e séries, além de vendas para TV e mercado internacional. Tivemos oito longas escolhidos pela Apple dentre "Os Melhores Filmes do Ano" entre 2014 e 2016.

 Plataforma Connected Smart Cities e Mobility apresentará melhores práticas de geotecnologias e drones para as cidades

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.