Header Ads

Inovadora na prestação de serviço, Artesp é referência nos moldes de concessão

Com o auxílio de diferentes tecnologias, novos serviços são oferecidos aos usuários nas rodovias

        © jpg


POR AMANHECER DA NOTICIAS

O investimento em tecnologia é uma das premissas para que o Programa de Concessões Rodoviárias do Estado de São Paulo permaneça como referência no segmento de concessões rodoviárias no País. Segundo a Pesquisa CNT 2018, que avalia a malha rodoviária nacional, das 20 melhores rodovias do Brasil, 18 estão em São Paulo e integram o Programa, que é fiscalizado e gerenciado pela Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo). Inovações no monitoramento e fiscalização das rodovias e concessionárias, modernização no sistema automático de pagamento de pedágio e nos meios de comunicação do usuário com as operadoras de rodovias são alguns dos itens que fazem com que a avaliação dos usuários seja positiva. Segundo pesquisa de satisfação da Fundação Seade, que ouviu 17 mil motoristas, os usuários atribuíram nota média de 8,1 às concessionárias de rodovias de São Paulo.

O CCI. Uma das principais ferramentas da Artesp no acompanhamento da malha concedida é o Centro de Controle de Informações (CCI). Centro de monitoramento criado em 2014, o CCI tem como objetivo tornar a fiscalização das rodovias mais rápida e eficiente, além de fornecer informações atualizadas e em tempo real sobre as condições da malha concedida. Para desempenhar essa função, o CCI é conectado hoje a mais de 1.200 câmeras, posicionadas estrategicamente nas rodovias concedidas, e trabalha 24h por dia, sete dias por semana. Além disso, o CCI possui tecnologias que permitem o monitoramento de call-boxes (telefones de emergência), praças de pedágio, centrais meteorológicas, tempo de atendimento de socorro mecânico e ambulâncias, entre outros indicadores de serviços previstos nos contratos de concessão. As informações também abastecem o programa "Artesp Informa", plataforma de web rádio que divulga podcasts sobre a situação das estradas, possíveis ocorrências e outras informações do Programa de Concessões, na página de internet e no Twitter da Artesp. Já foram produzidos mais de 37 mil boletins desde 2015.

Pagamento Automático. A modernização do sistema de pagamento automático de pedágio é um exemplo do investimento em tecnologia do Programa de Concessões Rodoviárias. A partir de 2011, o Governo do Estado promoveu a abertura e modernização do sistema, com a mudança da tecnologia utilizada, de 5,8 Ghz para 915 Mhz, o que reduziu os custos e ampliou a concorrência no segmento, acabando com o monopólio no serviço. Atualmente, são cinco as operadoras de pedágio automático – Sem Parar, ConectCar, Move Mais, Veloe e Greenpass –, que oferecem mais de 20 planos, seja pós-pago ou pré-pago. Hoje, o sistema conta com mais de 4 milhões de tags ativas, e os pagamentos através das pistas de pedágio automático já representam 56,5% do total. Nos novos contratos de concessão (Entrevias e ViaPaulista), os usuários têm, ainda, desconto de 5% na tarifa quando utilizam o pagamento automático.

Outra modalidade de pagamento que está começando a ser utilizada é a semiautomática, já implantada pelas concessões assinadas a partir de 2017, Entrevias e ViaPaulista. Por meio da tecnologia Near Fied Comunication, o sistema utiliza uma pulseira com chip magnético, que o usuário tem de aproximar de um leitor para realizar o pagamento, de modo seguro e mais rápido do que se tivesse de manusear dinheiro. No momento, a tecnologia é utilizada somente para motociclistas, todavia, o objetivo é expandir para outras categorias de veículos. Também há previsão de implantação da tecnologia nas praças de pedágio das demais concessionárias do programa a partir de 2020.

Ponto a ponto. Outra tecnologia relacionada ao pagamento de tarifa desenvolvida pela Artesp é o Sistema Ponto a Ponto, que permite ao motorista pagar tarifa proporcional ao trecho percorrido. O sistema foi implantado como projeto-piloto nas rodovias SP-360, SP-340, SP-332 e SP-075, e aprovado. No final de 2018, 170 mil usuários já estavam cadastrados no Ponto a Ponto. Nesse sistema, são instalados nas rodovias pórticos com antenas para captar sinais dos tags instalados nos veículos e, cada vez que o motorista passa por esses pontos, é realizada a cobrança automática referente ao trecho percorrido. Diferente dos contratos antigos, os novos preveem a possibilidade de implantação desse mecanismo, o que possibilitará a expansão do sistema, após a realização das devidas avaliações técnicas e operacionais.

Redes Wi-Fi. O atendimento ao usuário também está se modernizando. Nos novos contratos, é exigida do operador a instalação de redes de Wi-Fi nos trechos concedidos, com objetivo de substituir os call-boxes. Com o sistema, o usuário pode entrar em contato com o Centro de Operações da concessionária e, por exemplo, solicitar socorro, além de ter informações atualizadas das condições da rodovia. Atualmente, além da Entrevias (com 994 pontos de Wi-Fi) e da ViaPaulista (450), as concessionárias Tamoios (153) e a Ecopistas (53 pontos instalados nas pistas do Prolongamento da Carvalho Pinto) têm esse sistema implantado.

DER libera a circulação de caminhões sem restrições na SP 055, em São Sebastião

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.