Header Ads

Campanha #PODERCRESCER esclarece mitos e verdades sobre o crescimento infantil

Iniciativa realizada pela Pfizer conscientiza a sociedade sobre o crescimento saudável e desmistifica crenças populares sobre o assunto de forma simples e didática

   © jpg


POR AMANHECER DA NOTICIAS

Alguns apelidos podem marcar crianças de baixa estatura por toda a vida. O problema é alvo de preocupação dos pais e pode impactar nas relações sociais, além de afetar a autoestima, a autoconfiança e o desenvolvimento psicológico e intelectual. Pensando nisso, a Pfizer acaba de lançar a campanha #PODERCRESCER (www.podercrescer.com.br), com o objetivo de discutir o crescimento infantil saudável por meio de conteúdos confiáveis e didáticos para toda a família.

Em um cenário complexo de fake news a respeito da saúde infantil, além dos cuidados com a saúde dos filhos, os pais ainda precisam ficar atentos às crenças populares para acelerar o crescimento, que permeiam conversas, grupos de WhatsApp e internet. Entre as afirmações falsas, estão as de que as crianças crescem mais enquanto dormem, que determinados tipos de exercícios físicos impactam no crescimento, que pés e mãos grandes são sinais de que serão altos e de que a chegada da menstruação interrompe o processo de crescimento. Esses mitos podem atrasar a busca por um profissional capacitado e o diagnóstico precoce, caso haja algum déficit de desenvolvimento.

Para combater a desinformação sobre o crescimento infantil, a campanha #PODERCRESCER traz esclarecimentos sobre o assunto de forma didática e embasada cientificamente. No site (www.podercrescer.com.br) e nas redes sociais da campanha (Facebook e Instagram), são discutidos os mitos e verdades sobre o crescimento, com o objetivo de incentivar o cuidado infantil e fazer com que todas as crianças atinjam seu potencial de crescimento.

"Essa questão deve ser bem esclarecida, pois caso não sejam diagnosticados no tempo certo e tratados corretamente, os problemas de baixa estatura acompanharão a criança por toda a vida. É preciso disseminar informação de qualidade, para que os pais, munidos de conhecimento, saibam quais sintomas observar e quando devem procurar um especialista", afirma a diretora médica da Pfizer Brasil, Márjori Dulcine.

Entre os dias 12 e 21 de julho, quem passar pelo Shopping Eldorado, em frente à KidZania, será surpreendido ao ver uma cadeira de ilusão de ótica, que chamará atenção para a temática. A chamada beuchet chair, faz com que a pessoa sentada na cadeira pareça muito menor do que realmente é. Durante todo o período da iniciativa, também serão distribuídos materiais informativos para reforçar o tema.

Crescimento infantil

O crescimento e o desenvolvimento infantil exigem acompanhamento desde a fase intrauterina até os 18 anos de idade, considerando a curva de crescimento estabelecida pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Os parâmetros para a definição dos valores são: peso por idade; estatura por idade; peso por estatura; e IMC por idade¹. Por meio de visitas regulares ao pediatra, o profissional pode avaliar o desenvolvimento da criança como um todo, observando se há alguma queda ou parada na velocidade do crescimento.

E, ao contrário do que muita gente pensa, a altura não é uma característica predeterminada e imutável. Os distúrbios de crescimento infantil podem ser influenciados por diversos fatores, como estatura da família, alimentação, acesso à saúde, deficiências hormonais e doenças genéticas, como a Síndrome de Turner e a Síndrome de Prader-Willi2.

A Síndrome de Turner é um distúrbio dos cromossomos sexuais que acomete 1 a cada 2.500 mulheres nascidas. A doença é constituída pela ausência ou outras anomalias estruturais de um cromossomo X. Anormalidades renais, cardiovasculares e auditivas podem caracterizá-la, mas a baixa estatura é o seu principal aspecto, percebido ainda na fase intrauterina. Quando adultas, crianças com Síndrome de Turner não tratadas têm estatura média entre 1,36 m a 1,47 m. 3

Já a Síndrome de Prader-Willi é um distúrbio genético não-hereditário causado pela ausência ou não-expressão de genes no cromossomo 15, que acomete 1 a cada 15.000-30.000 crianças de ambos os sexos. Além da baixa estatura, a síndrome também é caracterizada por tônus muscular enfraquecido (hipotonia), mau funcionamento das gônadas, excesso de fome, obesidade e problemas cognitivos4.

Tanto a Síndrome de Turner³ quanto a de Prader-Willi4 não têm cura, mas com acompanhamento médico e tratamento adequado é possível viver com qualidade. A terapia multidisciplinar atrelada à medicação pode melhorar o desenvolvimento e o crescimento das crianças.

Tratamento

Com o diagnóstico de distúrbio de crescimento, em alguns casos, médicos especialistas podem indicar o hormônio de crescimento (GH) como forma de tratamento. O medicamento estimula o crescimento e aumenta a velocidade de crescimento em crianças com deficiência do GH produzido pelo organismo. A medicação ainda mantém a composição corpórea normal por meio do estímulo do crescimento dos músculos e ossos e distribuição da gordura corpórea5.


Serviço:

Ação #PODERCRESCER

Período: 12 a 21 de julho de 2019

Local: Shopping Eldorado, 2° subsolo – Av. Rebouças, 3970 - Pinheiros, São Paulo

Mais informações: www.podercrescer.com.br


Referências


WORLD HEALTH ORGANIZATION. WHO Child Growth Standards WHO Child Growth Standards. Disponível em: <www.who.int/childgrowth/standards/Technical_report.pdf>. Acesso em 04.07.19.
CHILDEN'S NATIONAL. Pediatric Growth Disorders. Disponível em: <childrensnational.org/visit/Conditions-and-Treatments/Stomach-Digestion-GI/Growth-disorders>. Acesso em 04.07.19.
PROTOCOLO CLÍNICO DE DIRETRIZES DE SAÚDE. Síndrome de Turner. Disponível em: <portalarquivos.saude.gov.br/images/pdf/2014/abril/03/pcdt-sindrome-de-turner-livro-2010.pdf>. Acesso em 04.07.19.
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA SÍNDROME DE PRADER-WILLI. Guia básico da Síndrome de Prader-Willi para médicos e demais profissionais da saúde. Disponível em: <www.sbp.com.br/fileadmin/user_upload/Sindrome_de_Prader-Willi_-_Guia_basico_para_medicos_e_profissionais_de_saude.pdf>. Acesso em 04.07.19.
GENOTROPIN: somatropina. São Paulo: Laboratórios Pfizer Ltda, 2015. Bula de remédio.

Trabalhando juntos para um mundo mais saudável

A Pfizer investe fortemente no desenvolvimento de terapias que ajudem a prolongar e a melhorar a vida das pessoas. Os esforços se concentram na manutenção de um elevado padrão de qualidade e segurança durante os processos de pesquisa, desenvolvimento e manufatura de uma variada gama de produtos para o cuidado com a saúde. Seu portfolio global inclui medicamentos e vacinas, além de alguns dos produtos isentos de prescrição mais conhecidos no mundo. A cada dia, seus profissionais trabalham em prol do bem-estar, da prevenção, dos tratamentos e da cura para muitas das mais importantes doenças da atualidade. Como uma das principais companhias biofarmacêuticas e inovadoras do mundo, por mais de 150 anos a Pfizer vem colaborando com os profissionais de saúde, governos e comunidades locais para apoiar e expandir a atenção e o acesso à saúde, trabalhando para fazer a diferença na vida das pessoas. Para mais informações visite o portal www.pfizer.com.br e as redes sociais da companhia: Twitter, Facebook e YouTube.

 Cashback World apresentará soluções inovadoras para o mercado de fidelização no Fórum e-Commerce Brasil, nesta terça

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.