Header Ads

5ª edição do prêmio Desafio Criativos da Escola recebe mais de 1440 projetos de crianças e jovens de todo o Brasil

Sete grupos selecionados embarcam para a Itália, em novembro, com a equipe do Criativos; Nesta edição, o estado de São Paulo liderou as inscrições.

             © jpg



POR AMANHECER DA NOTICIAS

A 5ª edição nacional do Desafio Criativos da Escola, realizado pelo programa Criativos da Escola, do Instituto Alana, recebeu inscrições de 1443 projetos estudantis de todos os estados do Brasil, ao longo de pouco mais de quatro meses. Ao todo, foram 534 cidades brasileiras, 54 a mais do que na edição anterior. Pela primeira vez, o estado de São Paulo liderou a quantidade de histórias cadastradas, totalizando 237 iniciativas, seguido pela Bahia (188), Ceará (186), Rio de Janeiro (155) e Minas Gerais (111).

A novidade desta edição fica por conta da premiação deste ano: uma imersão para Roma, na Itália, em novembro, onde as crianças e jovens premiados participarão da Conferência Global "Eu Posso", com a presença do Papa Francisco, de artistas e demais lideranças mundiais. Além disso, os premiados também viverão experiências de troca cultural com mais de 3 mil estudantes de todo o mundo e também com adolescentes italianos que participam do movimento global Design For Change – o qual deu origem ao Criativos da Escola no Brasil - criado pela educadora e designer indiana Kiran Bir Sethi.

A divulgação dos sete projetos selecionados será feita em agosto, após um grupo de jurados selecionarem as experiências que mais se destacarem pelos seguintes critérios: protagonismo, empatia, criatividade e trabalho em equipe. Entre os integrantes do júri desta edição estão a professora Macaé Evaristo e Roberta Guedes, gerente da Câmara de Educação Básica da Associação Nacional de Educação Católica no Brasil (ANEC).

Também compõe a banca, integrantes de movimentos sociais e influenciadores entre os jovens como a cofundadora do Canal de Youtube Manual do Mundo, Mariana Fulfaro; Betinho José, do Comitê Pernambucano da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, e Iago Airon, um dos coordenadores do movimento Engajamundo. Por fim, alunas contempladas por suas iniciativas transformadoras em 2018, Juliana Ramos e Mércia Nascimento de Sena, assim como jornalistas que atuam com educação e juventude Mariana Torkina (EBC), Tatiana Klix (Porvir) e Ronaldo Matos (Desenrola e Não me Enrola) também participam da seleção.

Banco de fontes

Essas novas iniciativas inscritas passam a integrar um banco de projetos e fontes do Desafio Criativos da Escola que, desde a primeira edição, em 2015, já recebeu cerca de 6 mil projetos de todos os estados brasileiros, que trazem uma grande diversidade de temáticas, como saúde, meio ambiente, inclusão, tecnologia, políticas públicas, ambiente escolar, relações étnico-raciais, entre outros.

"Estamos muito felizes em chegar a mais municípios e, mesmo em pouco tempo, receber tantas iniciativas transformadoras potentes vindas dos contextos mais diversos pelo país. São projetos que reforçam a importância do protagonismo de crianças e jovens para a solução ou para a cobrança por mudanças em nossas realidades. Estamos ansiosos para conhecer os estudantes e educadores que serão premiados este ano e mais animados ainda em poder compartilhar e ampliar as várias vozes contidas nas experiências destes estudantes em Roma, durante um evento mundial!", comemora Gabriel Maia Salgado, coordenador do programa Criativos da Escola.

Sobre o Instituto Alana

 Instituto Alana é uma organização da sociedade civil, sem fins lucrativos, que aposta em programas que buscam a garantia de condições para a vivência plena da infância. Criado em 1994, é mantido pelos rendimentos de um fundo patrimonial desde 2013. Tem como missão "honrar a criança".

 Emprego formal impulsiona contratação de planos de saúde

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.