Header Ads

Renan Calheiros retira sua candidatura à presidência do Senado

A escolha do novo presidente da Casa acontece neste sábado (2), em Brasília

© Edilson Rodrigues/Agência Senado

 POR NOTÍCIAS AO MINUTO



Após a anulação daquela que foi a primeira votação para a escolha do novo comandante do Senado, neste sábado (2), Renan Calheiros (MDB-AL) anunciou em seu discurso no plenário que estava, naquele momento, retirando sua candidatura à presidência da Casa, já durante a segunda votação. Ele era um dos candidatos.

Com a saída de Renan, os senadores discutem se há a necessidade de uma 3ª eleição - dessa vez, desde o início sem Renan como opção.
Seguem na disputa Davi Alcolumbre (DEM-AP), Fernando Collor (Pros-AL), Angelo Coronel (PSD-BA), Reguffe (sem partido-DF) e Esperidião Amin (PP-SC). Mais cedo, os senadores Major Olímpio (PSL-SP), Simone Tebet (MDB-MS) e Alvaro Dias (Pode-PR) desistiram de concorrer.
Vale ressaltar que a eleição para o novo presidente do Senado deveria ter ocorrido ontem, sexta-feira (1º), mas a sessão foi adiada por uma série de confusões.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.