Header Ads

Promotor pede prisão de torcedores que humilharam mulheres em Madri

A acusação pede ainda que sejam sentenciados a dez meses de prisão por um crime contra a integridade moral.

© Reprodução

POR NOTÍCIAS AO MINUTO



A Promotoria Provincial de Madri solicitará um ano de prisão para três torcedores do time de futebol holandês PSV Eindhoven, que humilharam um grupo de mulheres ciganas romenas que estavam pedindo esmolas na Plaza Mayor, no centro da cidade.

Segundo o El País, o caso ocorreu em 15 de março de 2016, no jogo entre o Atlético de Madrid e o PSV Eindhoven. Na ocasião, vários torcedores holandeses chegaram à capital espanhola, se reuniram desde as primeiras horas do dia e  "estavam ingerindo grandes quantidades de bebidas alcoólicas", de acordo com a acusação.
O Ministério Público deixa claro que os três acusados, junto com outras pessoas que não foram identificadas, pediram às mulheres que fizessem flexões em troca de dinheiro e até mesmo jogaram latas de cerveja e queimaram uma nota de cinco euros na frente delas. Estes atos para o Gabinete do Procurador foram considerados "degradantes" e "vexatórios" e constituem "um ataque à dignidade destas mulheres destituídas de etnia cigana".
O Ministério Público cobra dos réus uma indenização de 600 euros a cada uma das quatro vítimas e imputa um crime contra os direitos fundamentais. A acusação pede ainda que sejam sentenciados a dez meses de prisão por um crime contra a integridade moral.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.