Header Ads

O ano de 2019 será repleto de novas decisões. Cada escolha nos leva a um caminho diferente, especialmente quando falamos de nossas decisões com nosso próprio dinheiro.

A orientadora financeira e terapeuta holística Dora Ramos escreveu um artigo alertando sobre os caminhos que nossas próprias escolhas podem nos levar neste novo ano que se inicia. Envio-o para sua consideração e possível publicação.

©escolhafinanceira


POR Dora Ramos e amanhecer da noticias 



 A expressão é batida, porém verdadeira: a vida é feita de escolhas. Escolhemos onde trabalhar, se almoçaremos frango, carne ou salada, nossos prazeres no final de semana e qual será o destino da viagem de férias anual. E, para continuar a onda de clichês, cada uma dessas escolhas tem suas consequências, tanto em sua vida pessoal e profissional quanto em suas finanças.

              Como foram suas escolhas financeiras no fim de 2018? Elas vão influenciar sua vida neste início de ano, para o bem ou para o mal. Guardou um dinheirinho para o IPVA, IPTU e demais contas a pagar? Ou você fez a viagem dos seus sonhos? Veja bem, nenhuma das alternativas é incorreta. As duas, porém, tem seu peso. Entender este conceito é o primeiro passo para o autoconhecimento financeiro, que é tão importante quanto qualquer outro time de noção interna.

              Em nossas vidas profissionais, sabemos quais são nossos pontos fortes e fracos. Enquanto alguns são funcionários extremamente eficientes, outros pecam na organização. Alguns sabem seguir regras ao pé da letra, enquanto outros precisam de mais espaço para a criatividade. O mesmo se aplica para nossa vida financeira. Todos temos fortalezas e fraquezas, sem exceção. Há quem guarde todo seu dinheiro contado, sem grandes loucuras. Outros gostam de riscos e não hesitam em investir em grandes sonhos e oportunidades. Mais uma vez, esta é uma escolha individual que cabe a cada um de nós. Como sempre, a chave do sucesso, seja lá qual for o seu perfil, é o mesmo: planejamento. Mapeando seus passos e tendo em mente seus objetivos, isso se torna ainda mais fácil.

              Então, neste início de 2019, a primeira pergunta que você deve se fazer é: quais são minhas metas para o ano? Como quero estar na virada para 2020? Comece os próximos 12 meses de maneira diferente e entenda que cada uma das suas escolhas feitas daqui para frente significará uma mudança – benéfica ou não – em sua vida e cotidiano.   

*Dora Ramos é orientadora financeira e terapeuta complementar/holística


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.