Header Ads

Corte do Paquistão confirma absolvição da cristã Asia Bibi

Mulher tinha sido condenada à morte por blasfêmia em 2010

© Divulgação

 POR ANSA



A Corte Suprema do Paquistão confirmou hoje (29) a absolvição da cristã Asia Bibi, que tinha sido condenada à morte em 2010 por blasfêmia. Com a sentença, Asia Bibi poderá deixar o país.

Em outubro de 2018, após passar oito anos na prisão, a mulher foi absolvida e libertada, mas estava impedida de deixar o Paquistão porque um recurso contra a decisão tinha sido apresentado. Apesar de viver livremente, a cristã sofria ameaças e era perseguida por grupos islâmicos radicais.
De acordo com o juiz Asif Saeed Khosa, presidente do júri composto por três membros e chamado para analisar o recurso, "o pedido contra Asia Bibi não foi capaz de apontar nenhum erro no veredicto que absolveu a mulher". Quem apresentou o recurso contra a cristão foi o muçulmano Qari Muhammad Salaam. O presidente do Parlamento Europeu, o italiano Antonio Tajani, comemorou a decisão da Justiça.
"A inocência de Asia Bibi foi confirmada, o drama acabou! Depois de injustas acusações e uma prisão, somente pela 'culpa' de ser cristã, agora ela tem o direito de refazer sua vida em segurança, com sua família. Agradeço a todos que contribuíram para fazer justiça".
Asia Bibi tem 47 anos e cinco filhos. Ela foi condenada em 8 de novembro de 2010 à pena capital (execução na forca), por um tribunal distrital em Nankana Sahib, pelo delito de blasfêmia contra o profeta Maomé, após ser denunciada em 2009 por vizinhos. (ANSA)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.