Header Ads

Conselheiro do MP diz que 'sentiu vergonha' por negativas a Lula

Luiz Fernando Bandeira de Mello, do CNMP, criticou o órgão por não viabilizar a ida do ex-presidente à cerimônia fúnebre do irmão

© Ricardo Stuckert

 POR NOTÍCIAS AO MINUTO



Conselheiro do CNMP (Conselho Nacional do Ministério Público), Luiz Fernando Bandeira de Mello enviou mensagem a colegas criticando as seguidas negativas recebidas pelo ex-presidente Lula na tentativa de sair da prisão para estar presente à cerimônia fúnebre do irmão, enterrado na quarta-feira (30).
Publicado parcialmente pela Folha de S. Paulo, o texto de Bandeira de Mello diz que ele, "pela primeira vez na vida, sentiu vergonha do Ministério Público". Ressaltou que não é petista, que não compactua "com tudo o que foi feito", mas que "essa indignidade" ele não consegue aceitar.
Lembrou ainda que até os militares, na época da ditadura, permitiram que Lula deixasse a prisão para comparecer ao velório da mãe. Por fim, questionou o argumento de que a Polícia Federal não teria o aparato necessário para o transporte do ex-presidente e disse que o MP "se apequenou" ao acatar o "esdrúxulo argumento".

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.