Header Ads

Bolsa testa máximas e chega a subir 4% com posse de novo governo


O dólar cai quase 2% e volta a se aproximar dos R$ 3,80
© iStock



POR FOLHAPRESS


A Bolsa brasileira sobe com força nesta quarta-feira (2), dia em que Jair Bolsonaro dá posse a seus novos ministros e o PSL, partido do presidente, anuncia que apoiará a reeleição de Rodrigo Maia à Câmara dos Deputados. O dólar cai quase 2% e volta a se aproximar dos R$ 3,80.

Por volta das 15h30, o Ibovespa, que reúne as ações mais negociadas, avançava 3,80%, a 91.233 pontos, nas máximas históricas do índice. O índice chegou a avançar mais de 4% e bater os 91.478 pontos.
"É reflexo de várias notícias positivas do dia", diz Victor Candido, da Guide Corretora.
A alta é puxada pela valorização da Eletrobras, que sobe 17% impulsionada pela posse do ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque. Ele afirmou que manterá o programa de capitalização, iniciado no governo Temer. Além disso, foi confirmada a permanência do presidente da companhia no posto.
A Petrobras pegou carona na valorização da Eletrobras e sobe mais de 5%. No começo do pregão, ela chegou a operar em queda, reflexo dos preços do petróleo, que também inverteram o sinal ao longo do dia.
O mercado financeiro também se animou com a notícia de que o PSL, partido do presidente, deverá apoiar a candidatura à reeleição de Rodrigo Maia (DEM) para a presidência da Câmara dos Deputados. Para o mercado financeiro, é um aceno do novo governo à articulação em prol da aprovação de reformas no Congresso.
"A articulação política do Maia é muito cara e importante para a reforma da Previdência", acrescenta Candido.
Também conduzem a alta no setor financeiro os papéis de empresas do setor de educação.Kroton e Estácio se beneficiam de uma decisão dos últimos dias do ex-presidente Michel Temer, em que foi liberada a ampliação da educação a distância nos cursos de graduação. A medida deve ampliar margens das universidades particulares.
As ações da Taurus, maior fabricante de armas do país, sobem mais de 25%, primeiro dia de negócios após a posse de Bolsonaro.
O presidente afirmou em rede social que pretende liberar via decreto a posse de armas no Brasil, o que poderia dar fôlego às vendas da fabricante. As ações da Taurus não integram o Ibovespa.
O dólar também recua contra o real, reflexo do otimismo com o novo governo. De uma cesta de 24 divisas emergentes, o real é a que mais se valoriza contra a americana -17 delas caem.
"Primeiro dia útil do ano e o mercado internacional já sinaliza que 2019 não deve ser fácil para os países emergentes. [...] A força negativa vinda do exterior está sendo parcialmente moderada pela posse do novo governo e com o noticiário mostrando que, no primeiro dia do ano, a equipe econômica já estava trabalhando nas medidas necessárias para desenvolvimento do país", escreveu Fernanda Consorte, estrategista de câmbio do Banco Ourinvest.
No exterior, o petróleo é o mais evidente sinal de um arrefecimento do dia negativo. As Bolsas europeias, que chegaram a cair quase 2%, fecharam sem direção definida, com alguns índices em alta. Em Nova York, as Bolsas americanas abriram em queda de mais de 1%, mas a baixa desacelerou.
Dados fracos da economia chinesa reforçaram preocupações com os rumos do crescimento global e levam os principais mercados do mundo a operarem no vermelho. Com informações da Folhapress. 
Tecnologia do Blogger.